acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Fusão de ETH e Brenco fica para depois do Carnaval

11/02/2010 | 10h02

Foi adiada para depois do Carnaval o anúncio da associação da ETH Bioenergia, do grupo Odebrecht, com a Companhia Brasileira de Energia Renovável (Brenco). A nova empresa deve nascer com cerca de R$ 3,5 bilhões em ativos e atingir de R$ 4,5 bilhões a R$ 5 bilhões com a conclusão dos dois projetos da Brenco - Água Emendada (GO) e Costa Rica (MS), prevista para ocorrer entre 18 e 24 meses.

 

Para a conclusão do negócio, faltava a aprovação do aporte de R$ 300 milhões pelo BNDESPar (braço de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES) e por outros acionistas da Brenco. Segundo fontes, essa fase já teria sido finalizada. O recurso deve ser aplicado pela Brenco na conclusão das usinas "greenfield" de Goiás e Mato Grosso do Sul.

 

A capacidade de moagem da nova empresa resultante da união somará cerca de 37 milhões de toneladas, sendo 16 milhões das quatro usinas da Brenco - só duas vão iniciar a moagem nesta safra, cada uma com capacidade em fase final de moagem de 3,8 milhões de toneladas de cana. A ETH entrará com cinco usinas, que estão distribuídas em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás. A produção conjunta deve atingir 2,5 mil gigawatts ao ano de energia e 3 bilhões de litros de etanol em 2013/14. No acordo, a ETH deterá 65% de participação na nova empresa.

Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar