acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Mercado

Fundos da Petrobras lideram ganhos em março

29/03/2004 | 00h00

Os fundos de privatização da Petrobras lideram a rentabilidade no mês de março, segundo dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimentos (Anbid). Até a última segunda-feira, dia 22, os fundos da Petrobras, formados com recursos do FGTS e capital próprio, renderam 3,37% e 2,74%, respectivamente. Entre as opções que permitem o ingresso de novos investidores, os fundos de investimento no exterior tiveram o melhor desempenho. Alta de 2,39% desde o início do mês. No sentido inverso, quem manteve aplicações nos fundos de privatização da Companhia Vale do Rio Doce obteve as maiores perdas. O recuo foi superior a 8% em todas as modalidades atreladas aos ativos da mineradora.
As voláteis ações do setor de telecomunicações proporcionaram avanço de 1,91%, ocupando a quarta colocação em termos de rentabilidade no ranking da Anbid. Logo em seguida, aparecem os fundos com capital protegido, com alta de 1,82%. Os dados refletem as oscilações do mercado, em função dos atentados em Madri, no dia 11, e não contemplam ainda a volatilidade dos ativos devido à conturbada semana no cenário político.
Os fundos de renda fixa, modalidade que possui o maior patrimônio líquido, avançou 0,95%, com captação até o último dia 22 de R$ 358 milhões. Já os fundos referenciados ao DI tiveram seu patrimônio líquido reduzido em R$ 231 milhões, apesar do desempenho positivo no mês: 0,94% de alta. Os fundos de ações indexados ao Ibovespa valorizaram-se 0,23%. No entanto, o resultado no ano é negativo até o dia 22, com retração de 0,25%.
Os atentados em Madri influenciaram diretamente o resultado dos fundos de ações referenciados ao euro. Enquanto as aplicações indexadas ao dólar renderam 0,78% até o dia 22, os fundos atrelados à moeda européia caíram 1,57%. No ano, o resultado também é negativo, com recuo de 1,37%. O medo de novos atentados terroristas e o assassinato do líder espiritual do grupo Hamas nesta semana tendem a influenciar negativamente o resultado das aplicações indexadas ao euro na próxima semana.
A expectativa de alta do dólar até o final do mês promete acentuar os ganhos das aplicações atreladas à moeda americana na próxima semana. Segundo analistas, indicadores positivos de desemprego nos EUA e a tendência de alta do dólar podem ampliar os ganhos desses fundos. No último dia deste mês será formada a Ptax (taxa média do câmbio) para resgate da dívida, de US$ 2,25 bilhões, dia 1o de abril . Os bancos forçam a alta da moeda para ter maiores ganhos, o que pode favorecer os fundos cambiais.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar