Petrobras- 213x420
acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Global Energy Conversation

Fórum virtual debate alternativas energéticas sustentáveis e disponíveis

18/11/2011 | 10h00
Acontece hoje (18) o fórum online "Global Energy Conversation-Part II” (Conversas sobre Energia Global, segunda parte), reunindo simultaneamente especialistas do assunto participando ao vivo a partir de Londres, Washington e São Paulo. A primeira edição da série, realizada em junho deste ano, atraiu mais de 1600 especialistas, acadêmicos, executivos do setor e jornalistas em 91 países que acompanharam a discussão via internet. A adesão é gratuita e permite que se envie comentários e perguntas aos palestrantes.

“Discussões sobre o futuro da energia muitas vezes se concentram em possibilidades que parecem ideais e atraentes, mas não estarão disponíveis por muitos anos. Enquanto isso, alternativas concretas e existentes, soluções renováveis reconhecidas e comprovadas que de fato reduzem as emissões dos gases de efeito estufa e os custos com a energia, não recebem a devida atenção,” afirma o presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Marcos Jank, que vai participar do diálogo em um estúdio montado pela Economist no Hotel Intercontinental de São Paulo.

Para Jank, a falta de informação faz com que opções disponíveis e eficientes - caso do etanol produzido a partir da cana-de-açúcar, utilizado há décadas no Brasil - enfrentem críticas descontextualizadas e questionamentos já esclarecidos repetidas vezes. “O etanol brasileiro é reconhecido em vários estudos internacionais por ser um combustível limpo e renovável, capaz de reduzir em até 90% as emissões de gases que causam o efeito estufa quando comparado à gasolina. Mesmo assim ele é pouco comercializado no mundo devido a elevadas tarifas e barreiras comerciais impostas ao produto, enquanto o petróleo e seus derivados transitam livremente, sem obstáculos” acrescenta, frisando que o etanol é uma solução viável para mais de 100 países no mundo que já cultivam a cana-de-açúcar.

O fórum on-line organizado pela Economist Conferences abordará tanto a questão tecnológica como políticas em torno do tema, buscando um horizonte de longo prazo. O presidente da Unica espera que além do uso do etanol de cana como alternativa energética global, os participantes também examinem pontos como o uso da bioeletricidade produzida nas usinas brasileiras a partir da queima do bagaço da cana. Esta opção permite que todas as unidades que processam cana no Brasil sejam auto-suficientes em termos de energia elétrica, enquanto várias delas já comercializam o excedente para a rede nacional de distribuição.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar