acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Forship fará comissionamento da UTE Santa Cruz

15/12/2011 | 12h48
A Forship Engenharia, empresa brasileira que desenvolve soluções de engenharia para plantas industriais, assinou contrato com a Eletrobrás Furnas para execução dos serviços de comissionamento do ciclo combinado da Usina Termoelétrica de Santa Cruz (UTE Santa Cruz), para operação com gás natural (caldeira de recuperação e turbogerador a vapor).

O contrato, que terá duração de sete meses, abrange ainda os serviços relacionados à reforma da bomba de água de alimentação da caldeira 1B, recuperação das estações de clarificação e desmineralização, limpeza química das caldeiras, dentre outros, incluindo atividades técnicas, administrativas, fornecimento de mão-de-obra especializada, materiais, equipamentos, ferramentas, transportes em geral e outras que se fizerem necessárias ao bom e perfeito desempenhos dos serviços.

Localizada à margem direita do Canal de São Francisco, na região do Polo Industrial de Santa Cruz (RJ), na Zona Oeste do Rio de Janeiro, a Usina de Santa Cruz tem capacidade instalada de 932 MW, distribuídos por quatro unidades geradoras a vapor e duas a gás. Ao assegurar energia para importantes unidades industriais localizadas nesse polo, a UTE vem contribuindo para o desenvolvimento dessa região.

"Esse contrato consolida a posição da Forship no mercado de energia como uma empresa de excelência em engenharia de comissionamento", afirma o presidente do grupo, Fabio Fares. Ele lembra que a empresa, que tem forte atuação no setor naval e praticamente em toda a cadeia produtiva de óleo e gás, vem, pouco a pouco, ampliando seu portfólio de projetos, incorporando empreendimentos de outros segmentos da área de energia. “Essa é a vocação natural da Forship: oferecer o estado da arte em comissionamento para todos os setores que tenham projetos demandantes desses serviços", conclui.

A Usina de SantaCruz, que teve sua construção iniciada na década de 60, foi fundamental para a interligação do sistema elétrico do Rio de Janeiro às demais regiões do país. Projetada para operar com combustíveis líquidos derivados de petróleo, ela teve sua capacidade aumentada de 184 MW para 600 MW, em 1987.

Incluída no programa prioritário de termeletricidade (PPT) do Governo Federal, em 2003, recebeu duas turbinas a gás, que entraram em operação comercial em dezembro de 2004 e abril de 2010, disponibilizando ao sistema elétrico mais 332 MW. Este empreendimento também prevê o emprego do ciclo combinado, onde um gerador de vapor será capaz de recuperar o calor dos gases da exaustão das turbinas a gás, com isto elevando substancialmente a eficiência térmica e melhorando as condições ambientais da região.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar