acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Fornecedoras da Petrobras pagam salários mais altos

13/08/2012 | 17h56

 

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp, ressaltou nesta segunda-feira (13) que as empresas fornecedoras de bens e serviços da Petrobras pagam salários mais altos para seus funcionários, em comparação com empresas do setor que não atendem à petroleira.
Segundo ele, com base em pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o salário médio pago aos funcionários das empresas fornecedoras da Petrobras é de R$ 1.800. Após o primeiro ano no cadastro da petroleira, os salários aumentam 2,7% em relação ao pago pelas outras empresas do respectivo setor. No segundo ano, a diferença aumenta para 5,2% e, no terceiro, passa para 8,1%.
“É interessante ser fornecedor de equipamentos para a Petrobras”, disse o ministro, durante o lançamento, no Rio, do Inova Petro, programa que prevê financiamento de R$ 3 bilhões para ações de inovação na cadeia de suprimento da Petrobras.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp, ressaltou nesta segunda-feira (13) que as empresas fornecedoras de bens e serviços da Petrobras pagam salários mais altos para seus funcionários, em comparação com empresas do setor que não atendem à petroleira.


Segundo ele, com base em pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o salário médio pago aos funcionários das empresas fornecedoras da Petrobras é de R$ 1.800. Após o primeiro ano no cadastro da petroleira, os salários aumentam 2,7% em relação ao pago pelas outras empresas do respectivo setor. No segundo ano, a diferença aumenta para 5,2% e, no terceiro, passa para 8,1%.


“É interessante ser fornecedor de equipamentos para a Petrobras”, disse o ministro, durante o lançamento, no Rio, do Inova Petro, programa que prevê financiamento de R$ 3 bilhões para ações de inovação na cadeia de suprimento da Petrobras.



Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar