acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Flexomarine entrega mangotes para Projeto UOTE da Petrobras

14/03/2014 | 09h45
Flexomarine entrega mangotes para Projeto UOTE da Petrobras
Divulgação Divulgação

 

Flexomarine entrega mangotes para Projeto UOTE da Petrobras
A brasileira Flexomarine, fabricante de mangotes marítimos, informou que vendeu para a empresa Bluewater, 45 mangotes submarinos que serão instalados no Projeto da Petrobras intitulado UOTE (Unidades Offshore de Transferência e Exportação). 
A UOTE é um terminal avançado em alto mar para transferência de petróleo de um navio de posicionamento dinâmico (DP) para um FSO (Floating Storage and Offloading) que, por sua vez, distribui a carga por duas monobóias que tranferem o óleo para os navios aliviadores (shuttle tankers), responsáveis por transportar o petróleo ao seu destino final, seja no Brasil ou exterior. Desta forma, os aliviadores não necessitam se dirigir a um terminal marítimo em terra, ganhando eficiência e agilidade no processo de escoamento da produção de petróleo em alto mar. A capacidade de transferência é de 240.000 barris por dia (bpd) e a de armazenamento de 2 milhões de bbl. 
De acordo com Gustavo Leite, diretor da Flexomarine, os mangotes submarinos fornecidos tem a função de transportar o petróleo do FSO aos 70 metros no fundo do mar onde são conectados ao PLEMs e PLETs e daí distribuídos às monobóias que descarrega nos navios/petroleiros exportadores. A Flexomarine ofereceu uma garantia estendida de 2 anos aos mangotes.

A brasileira Flexomarine, fabricante de mangotes marítimos, informou que vendeu para a empresa Bluewater, 45 mangotes submarinos que serão instalados no Projeto da Petrobras intitulado UOTE (Unidades Offshore de Transferência e Exportação).

A UOTE é um terminal avançado em alto mar para transferência de petróleo de um navio de posicionamento dinâmico (DP) para um FSO (Floating Storage and Offloading) que, por sua vez, distribui a carga por duas monobóias que tranferem o óleo para os navios aliviadores (shuttle tankers), responsáveis por transportar o petróleo ao seu destino final, seja no Brasil ou exterior. Desta forma, os aliviadores não necessitam se dirigir a um terminal marítimo em terra, ganhando eficiência e agilidade no processo de escoamento da produção de petróleo em alto mar. A capacidade de transferência é de 240.000 barris por dia (bpd) e a de armazenamento de 2 milhões de bbl. 

De acordo com Gustavo Leite, diretor da Flexomarine, os mangotes submarinos fornecidos tem a função de transportar o petróleo do FSO aos 70 metros no fundo do mar onde são conectados ao PLEMs e PLETs e daí distribuídos às monobóias que descarrega nos navios/petroleiros exportadores. A Flexomarine ofereceu uma garantia estendida de 2 anos aos mangotes.



Fonte: Redação TN/ Ascom Flexomarine
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar