acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Firjan promove debate sobre gás de xisto e manufatura digital

24/05/2013 | 10h38

 

Para marcar o Dia da Indústria, comemorado neste sábado (25), a Firjan promoveu, na quinta-feira (23), o evento Indústria do Futuro - Futuro da Indústria. A programação contou com painéis, exposição e oficinas sobre shale gas (gás de xisto) e manufatura digital. O objetivo é apresentar e debater os temas que podem tornar as empresas brasileiras mais competitivas.
Sobre o tema Manufatura Digital foi montada uma exposição e promovidas oficinas sobre manufatura digital em quatro segmentos: Indústria Criativa, Metalmecânico, Têxtil e Confecção, e Construção Civil. No painel, foram abordadas as mudanças provocadas por novas tecnologias de produção com a participação do diretor do Centro de Inovação Industrial Fraunhofer e professor de Engenharia Mecânica da Universidade de Boston, Andre Sharon.
Completaram o painel o diretor de Engenharia de Manufatura da Embraer, Francisco Neto; o diretor geral da área de Fabricação da GE na América Latina, Ricardo Mônico; e o vice-presidente do Sistema Firjan, Carlos Mariani Bittencourt.
"A Firjan é nossa parceira na busca por investimentos. Na pauta econômica e na pauta social. E com isso chegamos a uma grande agenda de eventos", disse o governador Sérgio Cabral durante o evento.
O debate "Os impactos do shale gas na matriz de custos da indústria americana e seus efeitos sobre a competitividade global e brasileira" teve apresentação do diretor da Divisão de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis da Energy Information Administration (EIA), do governo dos Estados Unidos, Michael Schaal; e do vice-presidente da empresa de consultoria IHS na América Latina, Robert Fryklund.
Em seguida, houve um debate com o diretor-presidente da Braskem, Carlos Fadigas; o diretor da Energia do Rio, Luiz Carlos L. Costamilan; e o presidente do Conselho Empresarial de Energia do Sistema Firjan, Armando Guedes.
O diretor-presidente da Braskem, Carlos Fadigas, afirmou que está em estudo o planejamento para implantação de um complexo petroquímico da empresa em Itaboraí, na Região Metropolitana.
"Temos quatro fábricas aqui e o próximo passo é a viabilização da construção do quinto complexo petroquímico do Brasil. Estou seguro de que em 2014 estaremos prontos para anunciar o início das construções", disse.

Para marcar o Dia da Indústria, comemorado neste sábado (25), a Firjan promoveu, na quinta-feira (23), o evento Indústria do Futuro - Futuro da Indústria. A programação contou com painéis, exposição e oficinas sobre shale gas (gás de xisto) e manufatura digital. O objetivo é apresentar e debater os temas que podem tornar as empresas brasileiras mais competitivas.


Sobre o tema Manufatura Digital foi montada uma exposição e promovidas oficinas sobre manufatura digital em quatro segmentos: Indústria Criativa, Metalmecânico, Têxtil e Confecção, e Construção Civil. No painel, foram abordadas as mudanças provocadas por novas tecnologias de produção com a participação do diretor do Centro de Inovação Industrial Fraunhofer e professor de Engenharia Mecânica da Universidade de Boston, Andre Sharon.


Completaram o painel o diretor de Engenharia de Manufatura da Embraer, Francisco Neto; o diretor geral da área de Fabricação da GE na América Latina, Ricardo Mônico; e o vice-presidente do Sistema Firjan, Carlos Mariani Bittencourt.


"A Firjan é nossa parceira na busca por investimentos. Na pauta econômica e na pauta social. E com isso chegamos a uma grande agenda de eventos", disse o governador Sérgio Cabral durante o evento.


O debate "Os impactos do shale gas na matriz de custos da indústria americana e seus efeitos sobre a competitividade global e brasileira" teve apresentação do diretor da Divisão de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis da Energy Information Administration (EIA), do governo dos Estados Unidos, Michael Schaal; e do vice-presidente da empresa de consultoria IHS na América Latina, Robert Fryklund.


Em seguida, houve um debate com o diretor-presidente da Braskem, Carlos Fadigas; o diretor da Energia do Rio, Luiz Carlos L. Costamilan; e o presidente do Conselho Empresarial de Energia do Sistema Firjan, Armando Guedes.


O diretor-presidente da Braskem, Carlos Fadigas, afirmou que está em estudo o planejamento para implantação de um complexo petroquímico da empresa em Itaboraí, na Região Metropolitana.


"Temos quatro fábricas aqui e o próximo passo é a viabilização da construção do quinto complexo petroquímico do Brasil. Estou seguro de que em 2014 estaremos prontos para anunciar o início das construções", disse.



Fonte: Ascom Sedeis
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar