acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Triênio 2008/2010

Firjan divulga previsão de investimentos de R$ 107,3 bilhões

04/12/2007 | 00h00
A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) lançou ontem, em sua sede, a pesquisa Decisão Rio, com uma previsão recorde de investimentos no estado de R$ 107,3 bilhões no período 2008/2010. O trabalho, que prevê a criação de 310 mil empregos no período, foi apresentado pelo presidente da federação, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira e diretores da instituição.





Os maiores investimentos programados se destinam à industria de transformação e ao setor de infra-estrutura, cada um deles com 57,6 bilhões ou 27% do total isoladamente. Segundo o presidente da Firjan, nenhum outro estado brasileiro prevê investimentos deste porte nos próximo anos. "Essa história de esvaziamento econômico do Rio está enterrada", assegurou.





O estudo mostra que o Petróleo continuará sendo o carro-chefe da economia fluminense, e que os investimentos programados pela Petrobras para o próximo triênio somam R$ 39,7 bilhões, ou seja, 37% do total previsto. Esse montante, frisou Eduardo Eugênio, não inclui os investimentos programados para o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), já que constam do planejamento da indústria de transformação.





Para o setor de petróleo - que viu sua participação no PIB do estado crescer de 9% para 20% entre 2000 e 2006 - uma boa notícia relacionada à formação de mão de obra qualificada. No primeiro semestre de 2008 começa a funcionar, em Macaé, na área de influência da Bacia de Campos, uma nova escola técnica do Sistema Sesi/Senai, na qual a Firjan investirá R$ 30 milhões.





Disponível em português e inglês, a pesquisa lista investimentos públicos e privados, e nesta edição traz uma novidade de alta tecnologia: mais de 90 empreendimentos podem ser consultados por investidores através do programa Google Earth, cpom todas as referências geográficas.





Frisando que a Firjan não avaliza os empreendimentos, mas informa o que foi anunciado pelas empresas, Eduardo Eugênio comemorou a situação do Rio de Janeiro, citando dados como o fato de o PIB fluminense ser superior aos do Chile, Colômbia e Peru, e do estado ser o segundo maior exportador brasileiro.





Na área de energia a pesquisa cita como destaques o aumento da capacidade de geração através da construção de Angra 3, da usina hidroelétrica de Simplício, na divisa dos municípios de Sapucaia, Três Rios e Chiador (MG), e da termelétrica do Porto do Açu, somando investimentos totais que superam os R$ 12 bilhões no próximo triênio.





Outro destaque do trabalho ficou por conta do setor siderúrgico, que, com a previsão de investimentos da ordem de R$ 17,4 bilhões, responde por 60% dos recursos que devem ser destinados à indústria de transformação até o ano de 2010. Só os investimentos previstos pela Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) e pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) ficam perto dos R$ 15 bilhões.

Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar