acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Fiesp debate a exploração de gás não convencional no Brasil

29/07/2013 | 13h49

 

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) realiza o 14º Encontro Internacional de Energia, nos dias 5 e 6 de agosto, no hotel Unique (SP). Na ocasião haverá um debate sobre a exploração de gás não convencional no Brasil.
Com forte polêmica, a fonte de energia já é explorada nos Estados Unidos, obtendo sucesso com o aumento de produção que barateou fortemente o preço do gás natural, atraindo investimentos, gerando empregos e ajudando o país a sair da crise em que estava desde 2008. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) marcou para os dias 30 e 31 de outubro o primeiro leilão de gás xisto, que garante que as reservas em terra podem ultrapassar as do pré-sal.
“Queremos avaliar qual o papel do gás não convencional na oferta mundial de gás natural, entender como foi a trajetória dos Estados Unidos para exploração, analisar perspectivas pra o Brasil e avaliar se o país terá uma virada de jogo com aconteceu com os americanos”, afirmou Carlos Cavalcanti, diretor do Departamento de Infraestrutura da Fiesp. Ele lembra que para a exploração e produção serem viáveis, o Brasil terá que definir um conjunto de regras e políticas que fomentem a atividade no seu início, como a criação de um marco regulatório específico e legislação própria.
Serviço
14º Encontro Internacional de Energia
Data: 5 e 6 de agosto
Horário: das 8h30 às 18h
Local: Centro de Convenções do Hotel Unique - Av: Brigadeiro Luis Antônio, 4700 - Jd Paulista - São Paulo

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) realiza o 14º Encontro Internacional de Energia, nos dias 5 e 6 de agosto, no hotel Unique (SP). Na ocasião haverá um debate sobre a exploração de gás não convencional no Brasil.


A fonte de energia já é explorada nos Estados Unidos, obtendo sucesso com o aumento de produção que barateou fortemente o preço do gás natural, atraindo investimentos, gerando empregos e ajudando o país a sair da crise em que estava desde 2008. Ao mesmo tempo, o país enfrentou sérios problemas ambientais, como contaminação do solo e de fontes de água.

 

“Queremos avaliar qual o papel do gás não convencional na oferta mundial de gás natural, entender como foi a trajetória dos Estados Unidos para exploração, analisar perspectivas pra o Brasil e avaliar se o país terá uma virada de jogo com aconteceu com os americanos”, afirmou Carlos Cavalcanti, diretor do Departamento de Infraestrutura da Fiesp. Ele lembra que para a exploração e produção serem viáveis, o Brasil terá que definir um conjunto de regras e políticas que fomentem a atividade no seu início, como a criação de um marco regulatório específico e legislação própria.

 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) marcou para os dias 30 e 31 de outubro o primeiro leilão de gás xisto, que garante que as reservas em terra podem ultrapassar as do pré-sal.

 

Serviço


14º Encontro Internacional de Energia
Data: 5 e 6 de agosto
Horário: das 8h30 às 18h
Local: Centro de Convenções do Hotel Unique - Av: Brigadeiro Luis Antônio, 4700 - Jd Paulista - São Paulo

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar