acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Faturamento do setor de máquinas e equipamentos tem queda em 2012

30/01/2013 | 17h12

 

O faturamento bruto real do setor de máquinas e equipamentos, em 2012, foi de R$ 80 bilhões, representando uma queda de 3,0% sobre o resultado de 2011. Os números foram divulgados durante coletiva de imprensa, realizada nesta quarta-feira (30), em São Paulo, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).
O consumo aparente do setor totalizou R$ 109,4 bilhões, uma alta de 2,9% na comparação com o ano anterior. As exportações somaram US$ 13,2 bilhões em 2012 (alta de 11,2% na comparação com 2011) e as importações totalizaram US$ 30 bilhões (alta de 0,9%), com déficit de US$ 16,8 bilhões na balança do setor.
A média anual do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor fechou o ano passado em 75,6% contra os 80,8% registrados em 2011. O setor encerrou 2012 com 255.834 trabalhadores empregados, queda de 1,3% em relação ao ano anterior.
No mês de dezembro, a indústria de máquinas e equipamentos registrou faturamento bruto real de R$ 6,9 bilhões, alta de 7,9% em relação a novembro e queda de 5,3% na comparação com dezembro de 2011. O consumo aparente de máquinas e equipamentos atingiu R$ 9,7 bilhões, o equivalente a uma alta de 17,2% ante novembro. Em relação ao mesmo mês de 2011, houve um crescimento de 5,3%.
As exportações somaram US$ 883 milhões em dezembro, com queda de 43,9% ante novembro e queda de 26,6% ante dezembro de 2011. Já as importações totalizaram US$ 2,4 bilhões no mês passado, recuo de 1,7% contra novembro e queda de 2,3% ante dezembro de 2011. O Nuci de dezembro ficou em 67% contra 72,9% em novembro. Na passagem de novembro para dezembro, o aumento na força de trabalho foi de 0,4%.
Emprego
O emprego na indústria de bens de capital mecânico registrou alta de 0,4% no mês de dezembro em relação ao mês anterior, fechando esse mês com 255,834 trabalhadores. No acumulado no ano, o setor apresentou queda de 1,3% (-1,3%).

 

O faturamento bruto real do setor de máquinas e equipamentos, em 2012, foi de R$ 80 bilhões, representando uma queda de 3,0% sobre o resultado de 2011. Os números foram divulgados durante coletiva de imprensa, realizada nesta quarta-feira (30), em São Paulo, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

 

O consumo aparente do setor totalizou R$ 109,4 bilhões, uma alta de 2,9% na comparação com o ano anterior. As exportações somaram US$ 13,2 bilhões em 2012 (alta de 11,2% na comparação com 2011) e as importações totalizaram US$ 30 bilhões (alta de 0,9%), com déficit de US$ 16,8 bilhões na balança do setor.

 

A média anual do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor fechou o ano passado em 75,6% contra os 80,8% registrados em 2011.

 

No mês de dezembro, a indústria de máquinas e equipamentos registrou faturamento bruto real de R$ 6,9 bilhões, alta de 7,9% em relação a novembro e queda de 5,3% na comparação com dezembro de 2011. O consumo aparente de máquinas e equipamentos atingiu R$ 9,7 bilhões, o equivalente a uma alta de 17,2% ante novembro. Em relação ao mesmo mês de 2011, houve um crescimento de 5,3%.

 

As exportações somaram US$ 883 milhões em dezembro, com queda de 43,9% ante novembro e queda de 26,6% ante dezembro de 2011. Já as importações totalizaram US$ 2,4 bilhões no mês passado, recuo de 1,7% contra novembro e queda de 2,3% ante dezembro de 2011. O Nuci de dezembro ficou em 67% contra 72,9% em novembro. Na passagem de novembro para dezembro, o aumento na força de trabalho foi de 0,4%.

 

No caso do setor de petróleo, o ano de 2012 apresentou alguns indicadores bastante preocupantes. Os pedidos em carteira sofreram sensível diminuição, tendência constante desde 2010, o mesmo ocorrendo com nível de ocupação das instalações fabris. "Salvo alguns segmentos com alguma perspectiva, como é o caso dos fornecedores de equipamentos para operações upstream offshore e subsea, os demais segmentos não estão vislumbrando, no cenário atual, maiores possibilidades concretas de fornecimentos no curto prazo", afirmou à TN Petróleo Alberto Machado, diretor executivo da Abimaq.

 

Emprego

 

O emprego na indústria de bens de capital mecânico registrou alta de 0,4% no mês de dezembro em relação ao mês anterior, fechando esse mês com 255,834 trabalhadores. No acumulado no ano, o setor apresentou queda de 1,3% (-1,3%).

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar