acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Atuação norte-americana

Exxon vai perfurar na área do pré-sal

15/10/2008 | 11h58

A petroleira norte-americana Exxon inicia nos próximos dias a perfuração de um poço exploratório no bloco BM-S-22, a única área da região do pré-sal da Bacia de Santos que ainda não tem descoberta de petróleo ou gás. O trabalho será feito pela plataforma West Polaris, da norueguesa Seadrill, que passou o último mês ancorada na Baía de Guanabara, sendo preparada para as operações no bloco.

 

A Petrobras tem 20% do bloco BM-S-22, que vem sendo chamado de Ogum pelos sócios no projeto - a Exxon e a também americana Amerada Hess dividem os 80% restantes. O primeiro poço de Ogum é aguardado com grande expectativa pelo mercado, uma vez que especialistas apontam grande potencial de descobertas na área, que fica ao sul de um reservatório batizado de Carioca.

 

De acordo com o programa mínimo firmado com a ANP, a petroleira americana terá que perfurar o poço até fevereiro do ano que vem. A depender dos resultados alcançados com o primeiro poço, estima-se que a Exxon possa vir a perfurar um outro poço na região.

 

No momento, a Petrobras não perfura nenhum poço na região. No que diz respeito ao pré-sal, as atenções da companhia estão voltadas para a Bacia do Jequitinhonha, no litoral baiano, considerada uma das novas fronteiras exploratórias brasileiras. A companhia iniciou a perfuração de um poço buscando reservatórios abaixo do sal no bloco BM-J-3. Atualmente, só as Bacias de Santos e Campos têm descobertas relevantes no pré-sal.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar