acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos Químicos

Exportadores devem atentar para mudanças do Reach

09/11/2007 | 00h00
A atividade, promovida pela Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos), com o apoio da APEX-Brasil (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos) teve orientação da Engenheira Química e Doutoranda em Gestão e Inovação Tecnológica, Nicia Maria Mourão Henrique, que soma larga experiência sobre o assunto.

O treinamento ocorreu na sede da Assintecal em São Paulo ((Avenida Angélica, 2530, Consolação), abordando diversos aspectos da nova norma: Histórico do controle de substâncias químicas e do REACH na União Européia, O que significa e como está estruturado o REACH, o Regulamento,
O Impacto nas empresas exportadoras brasileiras e seus custos de implementação, RIP`S – Reach Implementation Projects e Banco de Dados utilizado pelo Reach. “São informações estratégicas para que as empresas brasileiras possam seguir atuando na União Européia, por isso estamos oferecendo este treinamento, que com certeza irá contribuir para a organização das indústrias de componentes e de outros segmentos da cadeia calçadista”, diz o presidente da Assintecal, Luís Amaral.

A nova regulamentação da UE tem como objetivo assegurar um elevado nível de proteção da saúde humana e do meio ambiente e garantir a livre circulação de substâncias químicas no mercado interno europeu, reforçando simultaneamente a competitividade e a inovação. O Reach vai exigir o registro de aproximadamente 30 mil substâncias químicas em uso atualmente e contidas em produtos comercializados na UE. A tendência é que o regulamento seja exigido pelos demais blocos econômicos.

Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar