acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Equipamentos

Eximbank libera no próximo mês linha de crédito para Petrobras

21/03/2011 | 09h36
No próximo mês, a Petrobras começa a usar os primeiros US$ 300 milhões da linha de US$ 2 bilhões oferecida pelo Eximbank dos Estados Unidos para importação de equipamentos americanos, informou ao Valor o presidente do banco, Fred Hochberg. Ele anunciou ontem a criação de outra linha, de US$ 1 bilhão, para obras de infraestrutura e investimentos para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016, no Rio. Hochberg, que veio ao Brasil como parte da visita do presidente Barack Obama ao país, discute hoje com o governo do Rio e empresários propostas de uso dessa linha.


"Estamos prontos para começar agora a liberação do dinheiro", garantiu Hochberg, que prevê grande interesse das companhias americanas em fornecer, com financiamento do Eximbank, serviços de equipamentos de tecnologia de informação, geração de energia renovável e solar e segurança para os jogos.


Hochberg admitiu que, como se queixa o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, a burocracia "incômoda" para liberação dos financiamentos do Eximbank desencoraja muitos potenciais beneficiários. "Está um pouco mais lento do que esperávamos", reconheceu, ao falar do desempenho da linha de financiamento à Petrobras. "Mas eu parabenizo a Petrobras pelo bom trabalho que está fazendo em nos mostrar maneiras de fazer a linha funcionar melhor."


Apesar da insatisfação da estatal, com quem já discutiu sobre a cooperação com o Eximbank em fevereiro, Hochberg disse ver possibilidade de "aumentar a velocidade" de aprovação dos projetos e liberação de financiamento. No fim de abril, ele voltará ao país para participar da versão latino-americana do Fórum Econômico Mundial e se reunir com interessados.


O interesse da Petrobras em ter o apoio do Eximbank para financiamento de investimentos no Brasil não tem chances de ser atendido, porém. "Somos basicamente um banco de apoio a exportações, é assim que operamos em 180 países", resumiu Hochberg. O executivo, cuja primeira viagem ao exterior como presidente do Eximbank foi ao Brasil, em 2009, disse que a visita de Obama ao Brasil reforçou o reconhecimento do país como potência econômica e financeira mundial.


O Brasil foi incluído entre as prioridades do Eximbank em uma lista de economias com crescimento rápido e necessidades de infraestrutura. A lista tem, ainda, México e Colômbia, na América Latina, Turquia, Nigéria, África do Sul, Indonésia, Índia e Vietnã. "São países onde nosso financiamento pode fazer alguma diferença", disse Hochberg.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar