acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Política

Executiva Nacional do PMDB recomenda aos peemedebistas aprovação da MP do Setor Élétrico

11/12/2012 | 11h04

 

Executiva Nacional do PMDB recomenda aos peemedebistas aprovação da MP do Setor Élétrico
10/12/2012 - 20h01
Política
Iolando Lourenço
Repórter da Agência Brasil
Brasília - Deputados e senadores do PMDB deverão votar pela aprovação da Medida Provisória (MP) 579, que entre outras coisas trata da diminuição do preço da energia elétrica. Decisão nesse sentido foi tomada hoje (10), por unanimidade, pela Executiva Nacional do PMDB, reunida em Brasília. “O PMDB não abre mão da redução do preço da conta de luz para todos os brasileiros”, disse o presidente em exercício do partido, senador Valdir Raupp (RO).
A MP está sendo discutida na comissão mista do Congresso Nacional e tem como relator o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), e o relator revisor, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Calheiros deverá apresentar seu parecer à medida provisória amanhã (11) para que seja discutido e votado na comissão mista. O PMDB acredita na aprovação do parecer de Renan.
A medida dispõe sobre as concessões de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, redução dos encargos setoriais e modicidade tarifária, entre outras coisas.
Na última sexta-feira (7), o Diretório Nacional do PT, reunido em Brasília, apoiou a aprovação da MP. “A redução do preço da energia, além de reivindicação antiga da indústria, tem grande impacto no custo de vida e na qualidade de vida do povo, principalmente na dos mais pobres. Além disso, energia mais barata significa baixar o custo Brasil, que, para a elite conservadora, é sinônimo apenas de salário, leis trabalhistas e gastos sociais”, disse PT em nota.

Deputados e senadores do PMDB deverão votar pela aprovação da Medida Provisória (MP) 579, que entre outras coisas trata da diminuição do preço da energia elétrica. Decisão nesse sentido foi tomada ontem (10), por unanimidade, pela Executiva Nacional do PMDB, reunida em Brasília. “O PMDB não abre mão da redução do preço da conta de luz para todos os brasileiros”, disse o presidente em exercício do partido, senador Valdir Raupp (RO).


A MP está sendo discutida na comissão mista do Congresso Nacional e tem como relator o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), e o relator revisor, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Calheiros deverá apresentar seu parecer à medida provisória hoje (11) para que seja discutido e votado na comissão mista. O PMDB acredita na aprovação do parecer de Renan.


A medida dispõe sobre as concessões de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, redução dos encargos setoriais e modicidade tarifária, entre outras coisas.


Na última sexta-feira (7), o Diretório Nacional do PT, reunido em Brasília, apoiou a aprovação da MP. “A redução do preço da energia, além de reivindicação antiga da indústria, tem grande impacto no custo de vida e na qualidade de vida do povo, principalmente na dos mais pobres. Além disso, energia mais barata significa baixar o custo Brasil, que, para a elite conservadora, é sinônimo apenas de salário, leis trabalhistas e gastos sociais”, disse PT em nota.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar