acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Em Foco

Ex-ministro acredita que país deve focar na venda de tecnologias para produção de etanol

14/05/2010 | 10h14

Para o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, o Brasil deveria se empenhar em exportar as tecnologias e os conhecimentos desenvolvidos na produção do etanol, em vez de se preocupar em vender apenas etanol para o mundo. A afirmação foi feita pelo ex-ministro ontem (13) ao participar de debate sobre biocombustíveis no Fórum Mundial de Agricultura, em Brasília.

 

 

 

 Rodrigues ressaltou que viajou para vários países dependentes da importação de petróleo e sempre ouviu de governos e empresários que não trocariam a dependência do óleo da Opep - Organização dos Países Exportadores de Petróleo - pela dependência do etanol brasileiro. A dependência de um único país, segundo ele, é vista como um risco maior do que depender de um grupo de países produtores de petróleo.

 

 

"Temos que levar nossas tecnologias desenvolvidas ao longo de todos esses anos, nosso know-how, nossa legislação na área, ganhando dinheiro com isso e não apenas vendendo álcool", defendeu. Segundo Rodrigues, só haverá um mercado mundial de etanol, transformando o produto em commodity, quando o Brasil deixar de ter a exclusividade da produção.

 

 

 

O ex-ministro disse ainda que quando muitos países estiverem produzindo etanol, o mundo verá o álcool combustível como uma alternativa viável e sustentável, substituindo o consumo de petróleo.
 

 



Fonte: Agência UDOP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar