Petrobras- 213x420
acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Evonik planeja nova fábrica na Argentina

29/03/2011 | 10h31
A Evonik pretende expandir sua posição de liderança no setor de catalisadores para fabricação de biodiesel, adicionando mais de 60.000 toneladas à sua capacidade anual instalada. A fábrica deve ser concluída até o final de 2012 e contará com uma tecnologia de processo já comprovada.

 

A Evonik Industries (Essen, Alemanha) planeja construir uma fábrica de catalisadores, a serem usados na produção de Biodiesel, na Argentina. O projeto de engenharia básica da unidade, cuja capacidade anual deverá superar 60.000 toneladas, está concluído. O início da construção está previsto para julho de 2011 e a instalação deverá ser concluída no máximo até o final de 2012. A fábrica produzirá alcóxidos que são utilizados como catalisadores na produção de biodiesel a partir de matérias-primas renováveis. O projeto ainda depende da aprovação formal da diretoria corporativa.  

 

"Expandiremos ainda mais a nossa posição de líder mundial na fabricação de catalisadores para a produção de biodiesel", afirmou Patrik Wohlhauser, presidente da Evonik Degussa GmbH e, a partir de 1° de abril de 2011, responsável pela região da América do Sul, na diretoria corporativa da Evonik Industries.  Wohlhauser acrescentou: "O investimento faz parte da nossa estratégia para a América do Sul, que visa participar do crescimento regional." A nova fábrica abastecerá principalmente os mercados argentino e brasileiro.   

 

A unidade será construída no centro do pólo produtivo de biodiesel na Argentina, em Puerto General San Martin, na região de Rosario. A Evonik planeja se instalar no parque fabril da Terminal 6 S.A., que opera uma grande usina de biodiesel no local. "Com a Terminal 6 encontramos um local que, em virtude de sua infraestrutura existente e excelente conexão logística, nos permite concluir rapidamente a fábrica e, assim, iniciar o fornecimento - de modo competitivo - dos nossos catalisadores aos clientes na América do Sul", explicou Jan Van den Bergh, presidente da unidade de negócios 'Industrial Chemicals' da Evonik.

 

A Evonik possui longa experiência e know-how comprovados na produção de catalisadores para a fabricação de biodiesel. Em 2009 a empresa inaugurou uma nova produção, em Mobile (EUA), cuja capacidade anual supera 60.000 toneladas. A partir dessa unidade fabril, que foi construída em apenas nove meses, a Evonik atende a demanda do crescente mercado norte-americano de biodiesel. Essa fábrica utiliza uma nova tecnologia em que os alcóxidos são produzidos a partir de uma reação direta entre álcool e soda cáustica. A nova planta argentina passará a contar com a mesma tecnologia já testada e comprovada.

 

Hoje a Evonik já ocupa a posição de liderança mundial no segmento de catalisadores para biodiesel - inclusive na América do Sul. "Por meio da nova fábrica planejada para a Argentina, fortaleceremos o nosso negócio e comprometimento na região", esclareceu Van den Bergh. "No médio prazo, contamos com um crescimento acelerado - na casa dos dois dígitos - do mercado de biodiesel", acrescentou.

 

Líder mundial em catalisadores especiais para a produção de biodiesel, a Evonik também produz alcóxidos no parque alemão de Niederkassel-Lülsdorf (próximo a Colônia - Alemanha), além da já mencionada planta de Mobile (EUA).


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar