acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
P,D&I

Evonik investirá mais de 4 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento

07/04/2015 | 10h03

“Nossa intenção é transformar a Evonik em uma das empresas mais inovadoras do mundo", afirmou o presidente do Conselho Executivo da Evonik, Klaus Engel, durante conferência de imprensa sobre o tema em Wesseling, na Alemanha.
 
“Inovações são elementos cruciais em nossa estratégia de crescimento”, observou Engel, que anunciou que haverá altos investimentos contínuos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) no futuro.
 
A Evonik planeja investir mais de 4 bilhões de euros em P&D ao longo da próxima década. Engel disse que inovações são o “elixir da vida” da indústria de especialidade químicas: “Inovações abrem novas áreas comerciais e fortalecem as nossas posições de liderança de mercado e tecnologia”. No ano fiscal de 2014, o gasto em P&D da Evonik atingiu 413 milhões de euros, um aumento de 5% em relação ao do ano anterior (394 milhões de euros). A taxa de investimento em P&D foi de 3,2% (2013: 3,1%).
 
Ulrich Küsthardt, que foi nomeado Diretor de Inovação da Evonik no início do ano, apresentou um plano de três pontos. “Temos que nos tornar mais focados em nossos projetos, mais internacionais em nossa pesquisa e mais abertos em nossa troca de conhecimentos”, disse ele. O objetivo é fazer com que as inovações cheguem aos consumidores com rapidez e eficiência ainda maiores.
 
Maior foco em P&D
O canal de P&D da Evonik está bem abastecido com cerca de 500 projetos, com foco ainda maior a ser dado pela gestão estratégica da inovação. Áreas de inovação promissoras na Evonik incluem ingredientes para indústrias nos segmentos cosmético, de membranas, materiais especiais para tecnologia médica, suplementos alimentares e aditivos para alimentação animal, além de materiais compósitos.
 
Küsthardt também pretende dar ênfase à expansão de centros de competência internacionais. O objetivo é intensificar a competitividade dos clientes, particularmente em regiões de crescimento promissor, por meio de pesquisa e tecnologia aplicada que enfoquem as necessidades locais. A Evonik já apoia seus clientes com soluções sob medida em laboratórios e centros piloto no mundo inteiro.
 
A Evonik está deliberadamente abrindo seu leque para incluir novas parcerias externas mediante a cooperação com cientistas e start-ups (“Inovação Aberta”), um esforço que Küsthardt planeja intensificar ainda mais. Isso também abrange atividades corporativas com capital de risco, para as quais foi alocado um orçamento de aproximadamente 100 milhões de euros.
 
Esses investimentos e participações acionárias propiciam insights à Evonik quanto a tecnologias e negócios inovadores logo em sua fase inicial de desenvolvimento. A mais recente aquisição é a Nanocomp, uma empresa finlandesa que desenvolve nanoestruturas ópticas para aplicações no segmento de reconhecimento de gestos em 3D, tecnologia médica e painéis.
 
A estratégia de inovação da Evonik se orienta pela necessidade de uma população em crescimento – nutrição, saúde, acesso a novas tecnologias e uso conservador dos recursos existentes. Eficiência de recursos e proteção climática são as bases de um grande número de produtos eficientes do ponto de vista energético e responsáveis do ponto de vista ambiental fabricados pela Evonik.
 
Sustentabilidade: um dos principais impulsionadores da inovação
A empresa de especialidades químicas dispõe de múltiplas soluções para uma mobilidade ambientalmente correta e eficiente em recursos.  O sistema sílica/silanos para “pneus verdes” ajuda a reduzir o consumo de combustível em até 8% na comparação com produtos convencionais, enquanto aditivos inovadores para lubrificantes de alta performance ajudam a reduzir esse consumo em até 4%. Além disso, os produtos da Evonik para projetos leves, como materiais compósitos, prometem contribuir para uma economia adicional de combustíveis.
 
P&D em números

A estreita conexão entre poder inovador e proximidade aos clientes se reflete na distribuição dos gastos de P&D. Cerca de 80% dos gastos são destinados a atividades dentro dos negócios operacionais, que estão especificamente alinhados com suas respectivas tecnologias e mercados mais importantes. Outros 10% são usados pelas unidades operacionais para pesquisar e desenvolver novos negócios. Os 10% restantes são aplicados em pesquisa estratégica na unidade de inovação da Evonik, a Creavis, para estabelecer novas atividades high-tech fora do portfólio existente do Grupo.
 
O grande número de primeiros pedidos de patentes depositados pela Evonik situa a empresa na vanguarda do setor de especialidades químicas. Em 2014, a empresa detinha mais de 25.000 patentes e pedidos de patentes. Cerca de 250 novas patentes foram requeridas no ano passado – o equivalente a praticamente uma invenção por dia útil. Com quase 2.600 colaboradores trabalhando em pesquisa em 35 locais, a empresa aumentou continuamente o valor de seu portfólio de patentes ao longo dos últimos anos.



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar