acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Evonik discute o mercado de Biodiesel

25/08/2011 | 08h54
A Evonik, uma das líderes mundiais em especialidades químicas, foi uma das participantes do Biodiesel Congress 2011, realizado entre os dias 27 e 29 de julho, no Pullmann Ibirapuera Hotel, em São Paulo (SP). A principal contribuição da empresa foi a palestra ministrada pelo diretor de tecnologia da Linha de Negócios Functional Solutions, da Alemanha, Johannes Ruwwe, que apresentou um panorama geral sobre o mercado europeu de biodiesel.

 

O evento, em sua sétima edição, ocorre anualmente e reúne representantes de toda a cadeia produtiva do biodiesel, como produtores, distribuidores, institutos de pesquisa, representantes do Governo Federal e palestrantes internacionais especialistas no assunto, para apresentar tecnologias e discutir os atuais aspectos que envolvem os biocombustíveis. A Evonik, como empresa atuante neste segmento, teve a oportunidade de compartilhar sua experiência no setor, cada vez mais relevante no mercado global. 

 

Johannes Ruwwe, com atividades focadas no desenvolvimento estratégico de tecnologias na Evonik, traçou em sua palestra, um paralelo entre os mercados europeu e brasileiro de biodiesel, expondo, do ponto de vista técnico, os desafios, dificuldades e soluções encontradas na Europa e no Brasil, com relação às misturas obrigatórias, regulamentação, especificação e qualidade do biocombustível. 

 

“Além da possibilidade de debater o futuro do mercado brasileiro e as reais chances do avanço do biodiesel em nosso País, o evento também foi uma ótima oportunidade para trocar informações e firmar relacionamentos com todos os elos participantes da cadeia. Dessa maneira, a Evonik reforçou sua posição de liderança e referência no mercado de catalisadores para produção de biodiesel”, afirma o coordenador de negócios da Evonik, Carlos Araujo. 

 

 

Mercado em evolução

Dentre os diversos tópicos em evidência sobre o biodiesel, um dos principais assuntos em debate foi a mistura obrigatória B10 (adição de 10% do biocombustível ao diesel convencional). Em sua apresentação, Ruwwe destacou os fatores que favorecem a adoção deste percentual de mistura e o quanto o mercado já evoluiu no sentido de atender a este parâmetro. 

 

Na sua avaliação, os principais impedimentos para a utilização do B10 já foram superados: existem matérias-primas disponíveis suficientes para atender à demanda, bem como catalisadores, metanol e químicos com produção assegurada; capacidade de produção atual que atende, no mínimo às necessidades do B9; adequação técnica de veículos, motores e peças automotivas; e elevada aceitação do produto. 

 

A Evonik, como fabricante de matérias-primas direcionadas a este mercado, tem em seu portfólio de produtos os catalisadores Metilato de Sódio 30% em Metanol, Metilato de Potássio 32% em Metanol e os Aditivos Anticongelantes da linha Viscoplex.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar