acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Evonik constrói nova fábrica de catalisadores para produção de biodiesel na Argentina

19/09/2011 | 15h50
A empresa alemã Evonik Industries está construindo uma nova fábrica de catalisadores para a produção de biodiesel, na Argentina. Na cerimônia oficial, na última quinta-feira (15), na presença de representantes da indústria e de políticos, o Dr. Dahai Yu, integrante da diretoria executiva da Evonik, assentou a pedra fundamental do empreendimento. “Queremos fortalecer e ampliar a nossa posição de principal fornecedor de catalisadores para a produção de biodiesel,” declarou Yu. “Este investimento é um sinal claro do nosso comprometimento na América do Sul, e também simboliza a nossa estratégia de participar do crescimento da região," acrescentou.

Representantes da direção da Evonik se reuniram com a Ministra da Indústria e do Comércio da Argentina, Debora Giorgi, em Buenos Aires, na sexta-feira (16). Na pauta, foram discutidos o planejamento do presente investimento e as etapas adicionais de uma cooperação econômica.

A engenharia detalhada da planta já foi concluída. A fábrica, que deverá entrar em operação, no máximo, até o final de 2012, fornecerá alcoolatos prontos para serem usados como catalisadores na produção de biodiesel, a partir de recursos renováveis. A produção, que deverá superar 60.000 toneladas ao ano, basicamente atenderá os mercados argentino e brasileiro.

A planta se localiza no centro da indústria de biodiesel argentina, em Puerto General San Martin, na região metropolitana da grande Rosário. A Evonik integrará uma área na qual a empresa Terminal 6 S.A. opera uma unidade de produção de biodiesel de grande porte. “Deveremos concluir a construção da fábrica dentro do cronograma. Queremos assegurar que os nossos clientes da América do Sul em breve tenham acesso aos nossos catalisadores de alta qualidade produzidos localmente,” diz Jan Van den Bergh, Presidente da Unidade de Negócios Advanced Intermediates da Evonik.

A empresa conta com ampla experiência e tecnologia comprovadas na fabricação de catalisadores para a produção de biodiesel. Em 2009, a empresa deu partida a uma fábrica em Mobile (Alabama, EUA), também com capacidade de 60.000 toneladas ao ano. Essa planta, que foi construída em apenas nove meses, atende à demanda do próspero mercado norte-americano de biodiesel. Em virtude do êxito da nova tecnologia de produção nos EUA, a fábrica da Argentina seguirá o mesmo tipo de projeto. A tecnologia envolve a geração de alcoolatos numa reação direta entre álcool e a soda cáustica.

A Evonik já detém posição de liderança global quando se trata de catalisadores para biodiesel, inclusive na América do Sul. “As novas instalações na Argentina fortalecem o nosso negócio mundial e regional,” observa Van den Bergh. “Isso nos permitirá participar do crescimento significativo do mercado do biodiesel, que deverá apresentar forte expansão no médio prazo,” acrescenta.

A Evonik também opera uma fábrica de catalisadores no site alemão de Niederkassel-Lülsdorf, próximo a Colônia.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar