acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Indústria Química

Evonik anuncia investimento de 45 milhões de euros em nova fábrica

03/11/2008 | 11h14

A Evonik Industries anuncia a construção de uma nova planta no complexo petroquímico de Triunfo, a 50 quilômetros de Porto Alegre, para a produção de peróxido de hidrogênio (H2O2), agente ecológico para branqueamento e oxidação utilizado principalmente na fabricação de papel e celulose.

 

Com investimento da ordem de 45 milhões de euros, a unidade deve gerar 25 empregos diretos e entrar em operação no início de 2011. A capacidade de produção inicial esperada é de 40 mil toneladas métricas.

 

Hoje, a Evonik tem uma capacidade anual de produção de peróxido de hidrogênio de mais de 600.000 toneladas métricas, sendo a segunda maior produtora mundial. A demanda global para as aplicações em branqueamento de papel e celulose está acima de 3 milhões de toneladas métricas ao ano. O plano de investimento para as instalações ainda deverá ser aprovado pelo conselho de administração da Evonik e foi estimulado pelo desenvolvimento dinâmico do mercado de celulose, por meio de novos projetos e mediante a expansão das capacidades existentes.

 

O local do investimento, em Triunfo, faz parte de um parque químico estrategicamente localizado, próximo às indústrias compradoras de H2O2, que estão se desenvolvendo na região. "A nova fábrica nos permite participar do crescimento dinâmico do mercado brasileiro e intensificar a nossa posição de ponta no mundo," afirmou Dr. Werner Müller, Presidente da Diretoria Executiva da Evonik.

 

A previsão para a América do Sul e Ásia é que as taxas de crescimento excedam a 10% ano até 2012. De acordo com especialistas, o mercado de celulose brasileiro deverá dobrar até 2013, saltando de seis para 13 milhões de toneladas anuais. Os projetos de reflorestamento necessários para essa finalidade requerem um período anterior de aproximadamente sete anos e já foram anunciados para o sul do Brasil.

 

A Evonik produz peróxido de hidrogênio no Brasil desde 1997. Em 2007, na unidade de Barra do Riacho, no Espírito Santo, a capacidade foi expandida para cerca de 70.000 toneladas métricas. A capacidade adicional de 40.000 toneladas prevista para Triunfo significa que uma em cada seis toneladas de peróxido de hidrogênio produzidas pela Evonik no mundo será produzida no Brasil. O H2O2 é um dos negócios mais inovadores e que apresentam maior crescimento nos setores em que a Evonik atua. Por meio de inovações de sucesso, a Evonik oferece novas possibilidades de aplicações que permitem abrir mercados futuros.

 

Além das aplicações no branqueamento de papel e celulose, o peróxido de hidrogênio também é empregado na síntese de óxido de propileno, utilizado principalmente na produção de precursores de poliuretano. Os poliuretanos resultantes são, então, transformados em estofamento para assentos de automóveis ou para móveis. Para melhor atender a demanda mundial por peróxido de hidrogênio, a Evonik produz nas suas 11 fábricas localizadas nos seguintes países: Alemanha, Bélgica, Itália, Áustria, EUA, Canadá, Brasil, Coréia, Nova Zelândia e África do Sul. 



Fonte: PR Newswire Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar