acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
WBS 2015

Evento internacional reúne especialistas em bioenergia e biocombustíveis

30/10/2015 | 11h22

 

O Centro China-Brasil de Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras para Energia (dirigido pela Coppe/UFRJ e pela Universidade de Tsinghua) promove, de 3 a 6 de novembro, oWBS 2015 – 9º Simpósio Internacional de Bioenergia (9th World Bioenergy Symposium). O evento reunirá especialistas em biocombustíveis e bioenergia do Brasil, da China e de outros países, na sede da Embrapa Agroenergia, em Brasília.
 
A sessão de abertura será realizada dia 4 de novembro, às 9 horas, com a participação dos diretores do Conselho Executivo do Centro China-Brasil, professor Romildo Toledo (vice-diretorda Coppe) e professor Liu Dehua, (Diretor da Universidade de Tsinghua).
 
Um dos principais eventos técnico-científicos internacionais voltados para as áreas de bioenergia e biocombustíveis, o WBS 2015 vai abordar diferentes aspectos relacionados à tecnologia de produção, matérias-primas, ciclo de vida e qualidade de biocombustíveis, além de logística e questões operacionais. O objetivo do encontro é dar visibilidade às atividades de pesquisa e desenvolvimento e mandamento no Brasil e na China nessa área.
Em 2013, pesquisadores do Centro de Pesquisas e Caracterização de Petróleo e Combustíveis (COPPEComb) da Coppe validaram, após cerca de um ano de testes usando matérias-primas brasileiras, uma tecnologia para a produção de biodiesel por uma rota enzimática, em contraposição à técnica predominante no mercado, a catálise química. Tal tecnologia foi desenvolvida pela Universidade de Tsinghua, usando preferencialmente matérias primas com alto teor de acidez e resíduos. A pesquisadora da Coppe, Rejane Rocha, diz que os testes realizados em laboratório e na planta-piloto de biodiesel da instituição foram bem-sucedidos,e que é possível a partir da rota enzimática produzir um biocombustível gerando menor quantidade de resíduos.
Já estão confirmadas no evento as participações de palestrantes como os professores Suzana KahnRibeiro, da Coppe e do Fundo Verde da UFRJ; Elba Bon, do Instituto de Química da UFRJ; Javier Carvajal Barriga, da Pontifícia Universidade Católica do Equador; Zhou Zhuye, vice-presidente da Federação das Indústrias Químicas e de Petróleo da China entre outros.
 
 
O Centro China-Brasil de Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras para Energia é resultado de uma parceria entre a Coppe/UFRJ e a Universidade de Tsinghua, iniciada em 2009, com objetivo de estimular projetos bilaterais nessa área de pesquisa.

O Centro China-Brasil de Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras para Energia (dirigido pela Coppe/UFRJ e pela Universidade de Tsinghua) promove, de 3 a 6 de novembro, oWBS 2015 – 9º Simpósio Internacional de Bioenergia (9th World Bioenergy Symposium). O evento reunirá especialistas em biocombustíveis e bioenergia do Brasil, da China e de outros países, na sede da Embrapa Agroenergia, em Brasília. A sessão de abertura será realizada dia 4 de novembro, às 9 horas, com a participação dos diretores do Conselho Executivo do Centro China-Brasil, professor Romildo Toledo (vice-diretorda Coppe) e professor Liu Dehua, (Diretor da Universidade de Tsinghua). Um dos principais eventos técnico-científicos internacionais voltados para as áreas de bioenergia e biocombustíveis, o WBS 2015 vai abordar diferentes aspectos relacionados à tecnologia de produção, matérias-primas, ciclo de vida e qualidade de biocombustíveis, além de logística e questões operacionais. O objetivo do encontro é dar visibilidade às atividades de pesquisa e desenvolvimento e mandamento no Brasil e na China nessa área.

Em 2013, pesquisadores do Centro de Pesquisas e Caracterização de Petróleo e Combustíveis (COPPEComb) da Coppe validaram, após cerca de um ano de testes usando matérias-primas brasileiras, uma tecnologia para a produção de biodiesel por uma rota enzimática, em contraposição à técnica predominante no mercado, a catálise química. Tal tecnologia foi desenvolvida pela Universidade de Tsinghua, usando preferencialmente matérias primas com alto teor de acidez e resíduos. A pesquisadora da Coppe, Rejane Rocha, diz que os testes realizados em laboratório e na planta-piloto de biodiesel da instituição foram bem-sucedidos,e que é possível a partir da rota enzimática produzir um biocombustível gerando menor quantidade de resíduos.

Já estão confirmadas no evento as participações de palestrantes como os professores Suzana KahnRibeiro, da Coppe e do Fundo Verde da UFRJ; Elba Bon, do Instituto de Química da UFRJ; Javier Carvajal Barriga, da Pontifícia Universidade Católica do Equador; Zhou Zhuye, vice-presidente da Federação das Indústrias Químicas e de Petróleo da China entre outros.  O Centro China-Brasil de Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras para Energia é resultado de uma parceria entre a Coppe/UFRJ e a Universidade de Tsinghua, iniciada em 2009, com objetivo de estimular projetos bilaterais nessa área de pesquisa.

Data: 3 a 6 de novembro

Abertura: 4 de novembro (quarta-feira)

Horário: 9h00

Local: EmbrapaAgroenergia (Parque Estação Biológico s/nº- Brasília)

 



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar