acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Evento debate o futuro das PCHs no país

21/08/2013 | 15h46

 

Após articulação no Congresso Nacional para o lançamento de uma frente parlamentar em Brasília, os representantes do segmento de pequenas hidroelétricas estarão reunidos no Encontro "Futuro das PCHs", que acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, em Curitiba, na sede do Instituto de Engenharia do Paraná. O objetivo do encontro será discutir o futuro do movimento que pretende mostrar à sociedade a necessidade do governo destinar parte do mercado de energia a essa fonte e garantir a retomada desses investimentos que enfrentaram diversos entraves para expansão nos últimos anos.
Segundo o engenheiro Ivo Pugnaloni, presidente da associação setorial ABRAPCH e do grupo ENERCONS, empresa que elabora e desenvolve projetos na área, o problema afeta praticamente todos os estados brasileiros. "Existem obras iniciadas e paradas, muitas sem contrato de aquisição de energia ou com projetos em análise", afirma o executivo. Só em Minas, são 143 pequenas usinas, no Paraná, são 116 e em Santa Catarina, 94. O total supera os 900 projetos parados que já poderiam estar em construção.
A intenção desse encontro é conscientizar congressistas, dirigentes dos órgãos do setor e a toda a sociedade pela necessidade de isonomia nas regras entre as fontes de energia o que trará mais competitividade aos investidores das pequenas centrais hidrelétricas e também a toda a cadeia de fornecedores de equipamentos e serviços.
No encontro de Curitiba, organizado em parceria com o instituto de engenharia do Paraná, os empresários de toda a cadeia produtiva, incluindo pesquisadores, fabricantes e projetistas, estarão reunidos. "Esse problema afeta a todos e não só aos investidores. O Brasil tem a maior expertise do mundo nesta área, mas todo o conhecimento desenvolvido e a indústria formada podem ser perdidos com a queda brusca desses investimentos", conclui o presidente da ABRAPCH.
Dentre os destaques da programação temos as presenças de: Altino Ventura Filho, do Ministério de Minas e Energia; André Pepitone da Nóbrega, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); Cícero Bley Jr., de Itaipu; Geraldo Lucio Tiago Filho, da Uiversidade Federal de Itajubá (Unifei); Luiz Fernando Viana, da Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Energia Elétrica (Apine); Luiz Eduardo Barata, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), entre outros.
O evento é aberto ao público e a inscrição pode ser feita no site www.encontropch.com.br ou solicitada por meio do e-mail eric@vxa.com.br.
Serviço
Encontro "Futuro das PCHs"
Realização: ABRAPCH e Instituto de Engenharia do Paraná
Data: 22 e 23 de agosto de 2013
Local: Instituto de Engenharia do Paraná
Horário: das 09h às 18h
Inscrições: 11 5051-6535 ou info@vxa.com.br
Website: www.encontropch.com.br

Após articulação no Congresso Nacional para o lançamento de uma frente parlamentar em Brasília, os representantes do segmento de pequenas hidroelétricas estarão reunidos no Encontro "Futuro das PCHs", que acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, em Curitiba, na sede do Instituto de Engenharia do Paraná. O objetivo do encontro será discutir o futuro do movimento que pretende mostrar à sociedade a necessidade do governo destinar parte do mercado de energia a essa fonte e garantir a retomada desses investimentos que enfrentaram diversos entraves para expansão nos últimos anos.


Segundo o engenheiro Ivo Pugnaloni, presidente da associação setorial ABRAPCH e do grupo ENERCONS, empresa que elabora e desenvolve projetos na área, o problema afeta praticamente todos os estados brasileiros. "Existem obras iniciadas e paradas, muitas sem contrato de aquisição de energia ou com projetos em análise", afirma o executivo. Só em Minas, são 143 pequenas usinas, no Paraná, são 116 e em Santa Catarina, 94. O total supera os 900 projetos parados que já poderiam estar em construção.


A intenção desse encontro é conscientizar congressistas, dirigentes dos órgãos do setor e a toda a sociedade pela necessidade de isonomia nas regras entre as fontes de energia o que trará mais competitividade aos investidores das pequenas centrais hidrelétricas e também a toda a cadeia de fornecedores de equipamentos e serviços.


No encontro de Curitiba, organizado em parceria com o instituto de engenharia do Paraná, os empresários de toda a cadeia produtiva, incluindo pesquisadores, fabricantes e projetistas, estarão reunidos. "Esse problema afeta a todos e não só aos investidores. O Brasil tem a maior expertise do mundo nesta área, mas todo o conhecimento desenvolvido e a indústria formada podem ser perdidos com a queda brusca desses investimentos", conclui o presidente da ABRAPCH.


Dentre os destaques da programação temos as presenças de: Altino Ventura Filho, do Ministério de Minas e Energia; André Pepitone da Nóbrega, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); Cícero Bley Jr., de Itaipu; Geraldo Lucio Tiago Filho, da Uiversidade Federal de Itajubá (Unifei); Luiz Fernando Viana, da Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Energia Elétrica (Apine); Luiz Eduardo Barata, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), entre outros.


O evento é aberto ao público e a inscrição pode ser feita no site www.encontropch.com.br ou solicitada por meio do e-mail eric@vxa.com.br.



Serviço


Encontro "Futuro das PCHs"

Realização: ABRAPCH e Instituto de Engenharia do Paraná

Data: 22 e 23 de agosto de 2013

Local: Instituto de Engenharia do Paraná

Horário: das 09h às 18h

Inscrições: 11 5051-6535 ou info@vxa.com.br

Website: www.encontropch.com.br

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar