acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Niterói Fenashore

Evento da indústria offshore deverá receber 10 mil pessoas em Niterói

19/09/2005 | 00h00

A primeira edição da Niterói Fenashore reúne a partir desta segunda-feira (19/9), no Caminho Niemeyer, representantes da comunidade acadêmica, fornecedores nacionais, grandes empresas e representantes dos governos federal, estadual e municipal. Promovida pelo Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) em parceria com a Prefeitura de Niterói e o Niterói Polotec, a Fenashore será encerrada na próxima quinta-feira e deverá receber 10 mil participantes, conforme a expectativa dos organizadores.  Além da feira com estandes de 13 empresas âncoras e das 80 empresas pequenas e médias, o evento inclui em sua programação palestras e rodada de negócios.

A escolha da cidade se deve a sua posição de destaque que Niterói ocupa na indústria naval, uma vez que grandes empresas offshore e os principais estaleiros do país estão concentrados no município. Organizada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), a Conferência vai discutir temas como a revitalização da indústria naval e o que é preciso para garantir a competitividade e sustentabilidade aos negócios do setor.

Além da construção de plataformas de exploração e produção para a Petrobras e de navios para a Transpetro, que devem movimentar US$ 8 bilhões nos próximos cinco anos, o setor está voltado para conquistar os mercado internacional. Um dos objetivos é atrair parte dos US$ 3 bilhões em encomendas que Venezuela fará até 2015 para a indústria do petróleo.

Às 17h está prevista a assinatura do contrato entre a empresa norueguesa Vetco Gray com a Docas e os arrendatários do Porto de Niterói para a construção de cinco modulos da plataforma P-52 no terminal offshore do porto. Às 17h30 será assinada a resolução do Fundo de Marinha Mercante (FMM) que libera US$ 300 milhões para o setor, sendo US$ 212 milhões para a construção de 4 navios porta-contêineres no Estaleiro Mauá.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar