acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

EUA terão petróleo mais competitivo, diz consultoria

14/07/2016 | 08h50

As reservas de petróleo de xisto betuminoso dos EUA são a opção com menor custo de extração para a produção petroleira futura e provavelmente terão mais sucesso em atrair investimento do que projetos concorrentes como os de exploração petroleira em águas de grande profundidade, como os do Brasil, segundo uma importante consultoria do setor.

Cerca de 60% do petróleo cuja produção é economicamente viável a um preço de US$ 60 por barril de petróleo cru provém do xisto betuminoso norte-americano, e apenas 20% dele de campos em grande profundidade submarina, de acordo com a consultoria Wood Mackenzie.

Nesta quarta (13), o petróleo Brent fechou cotado ao US$ 46,26.

Companhias que controlam ativos de xisto betuminoso nos EUA provavelmente terão vantagem competitiva, nos próximos anos. Os produtores que dependem de campos de petróleo em regiões de maior custo, como o mar do Norte e as águas profundas ao largo da costa ocidental da África, terão de cortar custos ou reduzir a produção.

Depois da profunda queda no petróleo, iniciada dois anos atrás, os custos de produção caíram em todo o setor, mas recuaram de maneira ainda mais acentuada no petróleo de xisto betuminoso dos Estados Unidos.

Pelos cálculos da Wood Mackenzie, os campos de petróleo em águas profundas do Brasil são tão grandes que alguns deles serão comercialmente viáveis, mas regiões de maior custo enfrentariam difi- culdade para atrair investimentos.

 



Fonte: Financial Times - 14/07/2016
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar