acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Conteúdo Nacional

Etanolduto terá tubos 100% nacionais

15/08/2013 | 17h38

 

No início do ano, a Tenaris ganhou a concorrência para fornecer 145 Km de tubos de 20 polegadas que serão aplicados na segunda etapa do projeto do etanolduto brasileiro, que ligará Ribeirão Preto a Uberaba. A Produção dos tubos já foi iniciada e as entregas devem ser concluídas até setembro deste ano. Para esta fase, a Usiminas forneceu bobinas de aço produzidas no novo Laminador de Tiras a Quente da Usina de Cubatão, inaugurado em outubro do ano passado com investimentos da ordem de R$ 2,5 bilhões.
"Um dos diferenciais da empresa para essa segunda fase do projeto é que os tubos possuem 15 metros de comprimento, o que exige menos juntas em campo", afirma o diretor Comercial da companhia, Idarilho Nascimento. Essa especificação reduziu significativamente os custos de instalação, criando um novo conceito de fornecimento que poderá ser aplicado nas fases seguintes. Além disso, o suporte local de Supply Chain da Tenaris otimiza o cumprimento dos prazos do cliente - muito exigentes por conta da dinâmica de construção do duto, completa.
O primeiro trecho do etanolduto brasileiro foi inaugurado na segunda (12) pela presidente Dilma Rousseff. A etapa contou com 209 km de tubos de 24 polegadas produzidos pela Tenaris, também a partir de aço Fornecido pela Usiminas.
As entregas ocorreram entre junho e novembro de 2012. A operação desta fase garantirá a comercialização de etanol em Paulínia (SP) e a transferência do produto refinado para outras regiões, como Barueri (SP) e Duque de Caxias (RJ), que receberão linhas de conexão. O projeto do etanolduto, que integra dutovias, hidrovias e rodovias, está estimado em R$ 7 bilhões e está dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Serão 1,3 mil quilômetros, passando por 45 municípios dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

No início do ano, a Tenaris ganhou a concorrência para fornecer 145 Km de tubos de 20 polegadas que serão aplicados na segunda etapa do projeto do etanolduto brasileiro, que ligará Ribeirão Preto a Uberaba. A Produção dos tubos já foi iniciada e as entregas devem ser concluídas até setembro deste ano. Para esta fase, a Usiminas forneceu bobinas de aço produzidas no novo Laminador de Tiras a Quente da Usina de Cubatão, inaugurado em outubro do ano passado com investimentos da ordem de R$ 2,5 bilhões.


"Um dos diferenciais da empresa para essa segunda fase do projeto é que os tubos possuem 15 metros de comprimento, o que exige menos juntas em campo", afirma o diretor Comercial da companhia, Idarilho Nascimento. Essa especificação reduziu significativamente os custos de instalação, criando um novo conceito de fornecimento que poderá ser aplicado nas fases seguintes. Além disso, o suporte local de Supply Chain da Tenaris otimiza o cumprimento dos prazos do cliente - muito exigentes por conta da dinâmica de construção do duto, completa.


O primeiro trecho do etanolduto brasileiro foi inaugurado na segunda (12) pela presidente Dilma Rousseff. A etapa contou com 209 km de tubos de 24 polegadas produzidos pela Tenaris, também a partir de aço Fornecido pela Usiminas.


As entregas ocorreram entre junho e novembro de 2012. A operação desta fase garantirá a comercialização de etanol em Paulínia (SP) e a transferência do produto refinado para outras regiões, como Barueri (SP) e Duque de Caxias (RJ), que receberão linhas de conexão. O projeto do etanolduto, que integra dutovias, hidrovias e rodovias, está estimado em R$ 7 bilhões e está dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Serão 1,3 mil quilômetros, passando por 45 municípios dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar