acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Estudos para produção de ácido acrílico na Regap será concluído em seis meses

18/02/2005 | 00h00

A Petrobras, a Elekeiroz S.A. e a Dow Brasil S.A. concluirão em seis meses o estudo de viabilidade técnica e econômica de Projeto para a implantação de unidades de produção de ácido acrílico, junto à refinaria Gabriel Passos (Regap), em Minas Gerais. O memorando de entendimentos entre as três empresas foi assinado na última quarta-feira, e, caso venha a ser concretizado, terá um investimento inicial de US$ 360 milhões. Os recursos seriam aplicados na criação de uma segunda geração de empresas na região, resultando na geração de 5 mil novos empregos.

 A decisão tomada pelas três empresas considerou as suas atuais linhas de negócio e atuação em petroquímica, além do interesse comum pela implantação no Brasil de um complexo petroquímico composto de diversas plantas integradas para produzir ácido acrílico em diferentes graus de pureza, como acrilatos leves (utilizados para a produção de tintas acrílicas), pesados e derivados, além de polímeros superabsorventes, para a fabricação de fraldas descartáveis, e também derivados.

 A Petrobras é produtora de propeno, matéria-prima necessária para esses produtos, e está implantando uma unidade separadora de propeno na Refinaria Gabriel Passos. Essa unidade poderá atender à necessidade do Complexo Acrílico, que será construído em terreno da Petrobras próximo à Regap. Já a Elekeiroz produz normal-butanol e 2-etil-hexanol, também matérias-primas para a produção de acrilatos. A Dow é uma grande produtora mundial de ácido acrílico e seus derivados.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar