acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Estudos minimizam impactos provocados pela indústria offshore

22/07/2013 | 17h01

 

Auxiliando a indústria do petróleo no Brasil, a Labtox, prestadora de serviço na área ambiental, realiza ensaios ecotoxicológicos capazes de minimizar os impactos provocados com o descarte de materiais no ambiente. A empresa também presta assessoria para os setores químico e de engenharia de portos - com atividades voltadas para dragagens.
Os ensaios ecotoxicológicos são ferramentas utilizadas para avaliar os efeitos adversos de substâncias tóxicas sobre os organismos aquáticos. Para a indústria do petróleo, estes ensaios monitoram os efeitos que os produtos químicos e fluidos de perfuração dos poços podem causar na fauna e flora marítimas, procurando prever ou minimizar qualquer dano que esta atividade possa causar no ambiente.
Todas as análises são representativas e estão entre as exigências da atual legislação ambiental em processos de licenciamento, registro de produtos químicos, aprovação do uso e descarte de fluidos de perfuração, lançamento de efluentes e monitoramento ambiental. Os resultados orientam a tomada de medidas preventivas como, por exemplo, a seleção de produtos de baixa toxicidade e adoção de tecnologias mais eficientes.
A empresa faz os ensaios no seu laboratório situado no Polo Bio-Rio - Cidade Universitária (Ilha do Fundão), sendo o único a realizar este tipo de trabalho no estado.

Auxiliando a indústria do petróleo no Brasil, a Labtox, prestadora de serviço na área ambiental, realiza ensaios ecotoxicológicos capazes de minimizar os impactos provocados com o descarte de diversos tipos de materiais no ambiente. A empresa também presta assessoria para os setores químico e de engenharia de portos - com atividades voltadas para dragagens.

 

Os ensaios ecotoxicológicos são ferramentas utilizadas para avaliar os efeitos adversos de substâncias tóxicas sobre os organismos aquáticos. Para a indústria do petróleo, estes ensaios monitoram os efeitos que os produtos químicos e fluidos de perfuração dos poços podem causar na fauna e flora marítimas, procurando prever ou minimizar qualquer dano que esta atividade possa causar.

 

Todas as análises são representativas e estão entre as exigências da atual legislação ambiental em processos de licenciamento, registro de produtos químicos, aprovação do uso e descarte de fluidos de perfuração, lançamento de efluentes e monitoramento ambiental. Os resultados orientam a tomada de medidas preventivas como, por exemplo, a seleção de produtos de baixa toxicidade e adoção de tecnologias mais eficientes.

 

A empresa faz os ensaios no seu laboratório situado no Polo Bio-Rio - Cidade Universitária (Ilha do Fundão), sendo o único a realizar este tipo de trabalho no estado.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar