acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Estoque e produção da indústria brasileira caem em setembro

23/10/2012 | 15h46

 

O nível de estoque da indústria brasileira alcançou 50,6 pontos em setembro e, pela primeira vez desde abril de 2011, ficou muito próximo do planejado pelos empresários. Esse índice caiu 1,2 ponto na comparação com agosto, de acordo com a Sondagem Industrial divulgada nesta terça-feira (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador varia de 0 a 100. Valores acima de 50 indicam estoque acima da expectativa.
Apesar disso, a sondagem considerou que o mês de setembro foi difícil para a indústria já que o índice de produção caiu para 47,1 pontos - um recuo de 7,6 pontos sobre agosto (54,7). A utilização da capacidade instalada também recuou para 43,8 pontos ante os 46,2 pontos de agosto.
As médias empresas foram as que apresentaram a pior situação em relação à produção registrando 46,2 pontos e número de empregados em 47,9 (no geral a indústria registrou 49,6 pontos no número de empregados).
A expectativa para os próximos seis meses, com a queda na produção em setembro, é de redução do otimismo do empresariado. Em outubro, o índice de expectativa de demanda para os próximos seis meses caiu 2,9 pontos na comparação com setembro, registrando 56,9 pontos.

O nível de estoque da indústria brasileira alcançou 50,6 pontos em setembro e, pela primeira vez desde abril de 2011, ficou muito próximo do planejado pelos empresários. Esse índice caiu 1,2 ponto na comparação com agosto, de acordo com a Sondagem Industrial divulgada nesta terça-feira (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador varia de 0 a 100. Valores acima de 50 indicam estoque acima da expectativa.


Apesar disso, a sondagem considerou que o mês de setembro foi difícil para a indústria já que o índice de produção caiu para 47,1 pontos - um recuo de 7,6 pontos sobre agosto (54,7). A utilização da capacidade instalada também recuou para 43,8 pontos ante os 46,2 pontos de agosto.


As médias empresas foram as que apresentaram a pior situação em relação à produção registrando 46,2 pontos e número de empregados em 47,9 (no geral a indústria registrou 49,6 pontos no número de empregados).


A expectativa para os próximos seis meses, com a queda na produção em setembro, é de redução do otimismo do empresariado. Em outubro, o índice de expectativa de demanda para os próximos seis meses caiu 2,9 pontos na comparação com setembro, registrando 56,9 pontos.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar