acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Finanças

Estatal tem autorização para emitir US$ 2 bi em novas ações

18/05/2004 | 00h00
A Petrobras deverá promover um aumento de capital da ordem de US$ 2 bilhões nos próximos anos, segundo informou o presidente da companhia, José Eduardo Dutra. Com a operação, que envolverá a subscrição de novas ações, a companhia deverá levantar os recursos necessários para novas aquisições. Para isso, revelou, a diretoria já dispõe de autorização do conselho administrativo para promover a emissão dos papéis, que deverá ocorrer em um momento de calma dos mercados.
A companhia divulgou nesta terça-feira (18/05) detalhes do novo planejamento estratégico, para cujo período 2004-2010 estão previstos investimentos de US$ 53,6 bilhões. O diretor financeiro da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, revelou que, do total, 70% serão provenientes do caixa da companhia. O restante será financiado por instituições financeiras, por meio de operações estruturadas, e pela própria emissão de ações.
No período compreendido pelo novo planejamento, a companhia terá disponíveis um mínimo de US$ 6,6 bilhões por ano para investimentos no Brasil. Além disso, também poderá desembolsar uma média anual de US$ 1,1 bilhão no exterior. Do total previsto para o período, US$ 37,5 bilhões serão oriundos da própria geração de caixa, enquanto US$ 9,1 bilhões serão provenientes de instituições financeiras e captações de papéis.
Dutra não revelou detalhes da emissão de novas ações, mas especulações dão conta do interesse da companhia em novos ativos em segmentos como o de distribuição de gás de cozinha (GLP) e petroquímica. Nesse último setor, estão previstos investimentos de US$ 1,1 bilhão, o menor montante entre as áreas definidas como foco pela Petrobras. Diante disso, especula-se que as emissões poderiam ser destinadas justamente às operações de aumento de capital no Pólo Gás-Químico do Rio de Janeiro e na Braskem. O presidente da Petrobras não deu detalhes, no entanto, das novas aquisições.

Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar