acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Estatal paga R$ 80,5 mi por Triunfo

17/05/2004 | 00h00

A Petroquisa informou que pagou R$ 80,5 milhões pelo controle da Petroquímica Triunfo, produtora de polietileno de baixa densidade do pólo do Rio Grande do Sul. O investimento significa uma diferença de 230% sobre o valor patrimonial das ações da companhia no fim de abril.
O braço da Petrobras no setor petroquímico já era acionista da Triunfo. No início do mês, anunciou sua decisão de exercer o direito de preferência de compra de parte das ações da Dow Química. Com o negócio, a Petroquisa passou a deter o controle da empresa do Rio Grande do Sul, ampliando sua participação no capital votante de 45% para 60%. A Dow, por meio da Primera Indústria e Comércio, manteve uma participação minoritária ao redor de 10%.
O outro acionista é o empresário Boris Gorentzvaig, dono da Petroplastic, que possui 28% do capital votante da Triunfo. Por reiteradas vezes, ele reclamou pelos direitos sobre as ações que pertenciam à Aplub, um montepio gaúcho, hoje nas mãos da Petroquisa. Gorentzvaig chegou a ter o comando da Petroquímica Triunfo por força de liminar, cassada na Justiça. Em 2003, a Petroquímica Triunfo faturou quase R$ 500 milhões. 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar