acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
China

Estamos investindo cada vez mais na aproximação com a China, diz Roberto Jaguaribe da Apex

10/08/2017 | 09h03
Estamos investindo cada vez mais na aproximação com a China, diz Roberto Jaguaribe da Apex
Wilson Dias, Agência Brasil Wilson Dias, Agência Brasil

Responsável por contribuir em 25% para o crescimento do comércio internacional nos últimos 17 anos, a China continuará sendo um mercado estratégico para a internacionalização das empresas brasileiras, afirmou o presidente da Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos (Apex Brasil), Roberto Jaguaribe. Segundo ele, o órgão investirá em aproximação com o mercado asiático, e por isso criou um núcleo exclusivo para atender a economia chinesa. Jaguaribe participou da 36ª edição do Encontro Nacional do Comércio Exterior, promovido pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB).

“A China tem demanda para o Brasil em termos de produção, pois nunca será um país autossuficiente. E nós somos bem aparelhados para absorver essa oportunidade. Com a tendência protecionista no mundo, a necessidade de internacionalização das empresas brasileiras é cada vez mais evidente. E a China pode ser um elemento para facilitar esse processo”, disse.

Jaguaribe reafirmou, ainda, a importância de reduzir custos para facilitar a inserção internacional do Brasil: “O Custo Brasil é um fator fundamental de avaliação do desempenho do comercio. E os aspectos que o compõe estão sendo paulatinamente atacados. Passos importantes estão sendo dados nesse caminho e a Apex contribui com esse processo”.

Carlos Mariani Bittencourt, vice-presidente do Sistema FIRJAN e da AEB, destacou o papel estratégico da agência para fomentar as exportações no Brasil. “Nas tentativas de negociação do Mercosul com a União Europeia, a Apex sempre esteve presente. Temos, agora, uma oportunidade com sua nova estrutura, que terá atribuições modernas e criativas em favor da nossa competitividade”, declarou.

Sobre o ENAEX

O encontro, o mais importante fórum de diálogo entre empresários e governo, reunirá representantes de toda a cadeia de negócios do comércio internacional para discutir as principais questões que envolvem o setor, com vistas a melhorar a competitividade dos produtos brasileiros.

Estão previstos workshops, painéis e debates sobre os principais temas relacionados ao setor. Os inscritos também terão a oportunidade de participar de despachos executivos e reuniões, assim como visitar a área de exposição com estandes de empresas, entidades, órgãos públicos e mídias especializadas.

Paralelamente ao evento, ocorrerá a reunião do Conselho de Comércio Exterior do MERCOSUL (MERCOEX), formado pelas coirmãs da AEB no âmbito regional: CERA (Câmara de Exportadores de La Republica Argentina), UEU (Unión de Exportadores delUruguay) e CIP (Centro de Importadores delParaguay).

Sobre a AEB

A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) é uma entidade privada, sem fins lucrativos e de âmbito nacional, que representa o segmento empresarial de exportação e importação de mercadorias e serviços, bem como as atividades correlatas e afins. Fundada em 20 de agosto de 1970, a AEB tem como principal objetivo atuar junto aos órgãos públicos e privados pela adoção de medidas que favoreçam a expansão competitiva e sustentável do comércio exterior. Também busca promover a aproximação de todos os elos da cadeia de negócios com fins de estudos técnicos, cooperação e defesa dos interesses e objetivos comuns, visando ao desenvolvimento econômico e social do país.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar