acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Indústria Naval

Estaleiros brasileiros construirão 36 navios para a PDVSA

07/03/2006 | 00h00

Representantes de cinco construtores navais brasileiros se reunirão no próximo dia 13 com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, em Caracas, onde formalizarão o acordo para a construção de 36 navios petroleiros, orçados em US$ 3 bilhões, para a PDV Marina, a empresa de transportes da estatal petrolífera PDVSA. A informação foi dada nesta terça-feira (7/3) pelo presidente do Sindicado Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), Ariovaldo Rocha, que acompanhará o grupo, formado pelo consórcio Atlântico Sul (Camargo Correa e Samsung) e os estaleiros Mauá-Jurong, Keppel Fels e Itajaí. Parte da encomenda será financiada pelo BNDES-Exim – braço de financiamento às exportações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Os estaleiros serão responsáveis pela construção de embarcações do tipo Aframax, Suezmax, Panamax, Gaseiro e Produtos. Segundo Rocha, 28 embarcações serão construídas integralmente no Brasil e as oito restantes terão os cascos montados em estaleiros brasileiros e concluídos na Venezuela. O executivo disse que a encomenda da PDVSA e a licitação da Transpetro – a empresa de transporte da Petrobras –, para construção de 26 petroleiros, demandará a contratação de 10 mil trabalhadores, que se juntarão aos mais de 40 mil empregos diretos gerados pelo setor naval como um todo. “A encomenda da Transpetro sozinha não será responsável pela viabilização da indústria naval porque isso já acontece com outras demandas, como embarcações de apoio e plataformas”, explicou Rocha.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar