acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Estaleiro de Eike tem 88% de crédito público

16/10/2012 | 12h16

 

A OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, obteve R$ 1,5 bilhão de financiamento do Fundo de Marinha Mercante (FMM).
O valor é complementar a outro financiamento do fundo, de R$ 2,7 bilhões, e será usado na construção da Unidade de Construção Naval Açu (UCN), estaleiro no porto do Açu, em São João da Barra, no norte do estado do Rio.
A conclusão do estaleiro está prevista para o segundo semestre de 2014.
A soma dos dois financiamentos - R$ 4,2 bilhões - representa 87,5% do valor total do projeto, orçado em R$ 4,8 bilhões. As regras do FMM permitem que até 90% do empreendimento seja financiado com dinheiro do fundo.
O FMM foi criado no fim da década de 1950 para fomentar o desenvolvimento do setor naval no Brasil. Sua principal fonte de recursos sempre foi o Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM), pago por toda embarcação que trafega em águas brasileiras.
No governo Lula, porém, o Tesouro Nacional passou a ser a maior fonte de recursos do fundo.
O empréstimo ocorre no momento em que circulam rumores de que a OSX estaria sendo vendida para a Sete Brasil, empresa criada pela Petrobras e outros sete sócios para construir sondas de perfuração de poços de petróleo que serão depois alugadas pela própria Petrobras. As empresas negam.

A OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, obteve R$ 1,5 bilhão de financiamento do Fundo de Marinha Mercante (FMM).


O valor é complementar a outro financiamento do fundo, de R$ 2,7 bilhões, e será usado na construção da Unidade de Construção Naval Açu (UCN), estaleiro no porto do Açu, em São João da Barra, no norte do estado do Rio.


A conclusão do estaleiro está prevista para o segundo semestre de 2014.


A soma dos dois financiamentos - R$ 4,2 bilhões - representa 87,5% do valor total do projeto, orçado em R$ 4,8 bilhões. As regras do FMM permitem que até 90% do empreendimento seja financiado com dinheiro do fundo.


O FMM foi criado no fim da década de 1950 para fomentar o desenvolvimento do setor naval no Brasil. Sua principal fonte de recursos sempre foi o Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM), pago por toda embarcação que trafega em águas brasileiras.


No governo Lula, porém, o Tesouro Nacional passou a ser a maior fonte de recursos do fundo.


O empréstimo ocorre no momento em que circulam rumores de que a OSX estaria sendo vendida para a Sete Brasil, empresa criada pela Petrobras e outros sete sócios para construir sondas de perfuração de poços de petróleo que serão depois alugadas pela própria Petrobras. As empresas negam.



Fonte: Folha de São Paulo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar