acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Ceará

Estado amarga uma das maiores reduções na produção de petróleo

08/11/2011 | 12h32
O Ceará teve, em 2010, o segundo maior índice de queda na produção de petróleo entre os estados produtores no Brasil. O dado foi mostrado no Balanço Energético Nacional 2011, elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Com redução de 11%, o estado só ficou atrás do Paraná, que deixou de produzir no ano passado.

O Ceará passou de 525 mil m³ produzidos em 2009 para 467 m³ em 2010. Se comparado com 2008, o decréscimo é ainda maior: 15,7%. A redução persiste ainda em 2011. Conforme dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a produção cearense caiu 11,2% no primeiro semestre deste ano, no comparativo com igual período do ano passado.


Envelhecimento

As sucessivas retrações se explicam pelo natural envelhecimento das jazidas no estado. A Petrobras tenta reverter isso com novas campanhas de perfuração de poços nas duas bacias localizadas em território cearense: a do Ceará e Potiguar. Em terra, 12 poços devem ser perfurados nesse segundo semestre na Fazenda Belém, entre os municípios de Icapuí e Aracati. No ano passado, foram perfurados 14 poços, que não geraram uma produção suficiente para elevar o volume de óleo explorado. Já em mar, será feita a primeira perfuração em poço profundo.

O Balanço também mostra a produção de gás natural, e aponta o Ceará como o estado de maior redução percentual em sua produtividade. A queda foi de 23,4% de 2009 para 2010. O volume produzido, contudo, possui pouca representatividade, sendo o menor entre as nove unidades federativas produtoras. Em 2009, ficou em 56 milhões de metros cúbicos, caindo para 43 milhões em 2010.


Energia elétrica

Se a produção de petróleo está em queda no Ceará, a geração de energia elétrica, por outro lado, avança significativamente no estado. Entre 2009 e 2010, o Ceará foi o segundo do país em crescimento neste item, mais que triplicando sua geração. O percentual de elevação foi de 239,9%, abaixo somente do Rio Grande do Norte, que apresentou uma elevação de 320,4%.

No ano passado, o estado gerou 3.862 gigawatts/hora de energia elétrica, ante os 1.136 GWh em 2009. No Nordeste, somente os dois estados citados e Pernambuco tiveram incremento na produção, o que levou a média regional a um avanço de apenas 0,7%. A média nacional foi de alta de 10%. O Nordeste reponde por 11,9% da geração brasileira. Com a maior produção em terras cearenses, em 2010, pela primeira vez, o estado produziu mais do que seu consumo (de 3.168 GWh).


Fonte: Diário do Nordeste
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar