acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Equatorial confirma rescisão de compra do Grupo Rede Energia

08/07/2013 | 10h52

 

A Equatorial Energia confirmou em comunicado nesta segunda-feira (8) que o compromisso de compra do controle do Grupo Rede Energia assinado em conjunto com a CPFL Energia foi rescindido pelo atual controlador do grupo, Jorge Queiroz de Moraes Júnior.
O compromisso foi rescindido na sexta-feira (5), quando em assembleia de credores do Grupo Rede o atual controlador levou à votação o plano de recuperação do grupo vinculado à venda para a Energisa, outra empresa do setor elétrico com interesse em comprar o endividado grupo.
A votação do plano pelos credores foi inconclusiva e o destino da empresa em recuperação judicial, e que tem distribuidoras sob intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), será decidido pelo juiz do processo.
A expectativa é que o juiz receba o resultado da votação na quarta-feira, sem previsão para tomar a decisão final.
A CPFL Energia e Equatorial Energia assinaram um compromisso de compra e venda com Moraes Junior, acionista controlador do grupo Rede Energia, em dezembro do ano passado. Na ocasião, foi informado ao mercado que a aquisição custaria R$ 1.

A Equatorial Energia confirmou em comunicado nesta segunda-feira (8) que o compromisso de compra do controle do Grupo Rede Energia assinado em conjunto com a CPFL Energia foi rescindido pelo atual controlador do grupo, Jorge Queiroz de Moraes Júnior.


O compromisso foi rescindido na sexta-feira (5), quando em assembleia de credores do Grupo Rede o atual controlador levou à votação o plano de recuperação do grupo vinculado à venda para a Energisa, outra empresa do setor elétrico com interesse em comprar o endividado grupo.


A votação do plano pelos credores foi inconclusiva e o destino da empresa em recuperação judicial, e que tem distribuidoras sob intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), será decidido pelo juiz do processo.


A expectativa é que o juiz receba o resultado da votação na quarta-feira, sem previsão para tomar a decisão final.


A CPFL Energia e Equatorial Energia assinaram um compromisso de compra e venda com Moraes Junior, acionista controlador do grupo Rede Energia, em dezembro do ano passado. Na ocasião, foi informado ao mercado que a aquisição custaria R$ 1.

 



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar