acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Eólicas fecham 2012 com 2.507,8 MW de potência instalada

15/04/2013 | 16h15
Eólicas fecham 2012 com 2.507,8 MW de potência instalada
Presidente Executiva da ABEEólica, Elbia Melo Presidente Executiva da ABEEólica, Elbia Melo

 

A Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) apresentou nesta segunda-feira (15) o Boletim Anual do Setor Eólico - 2012. O documento mostra que o aumento da contribuição eólica para a matriz elétrica brasileira se torna mais importante a cada ano. Em números, o setor encerrou 2012 com 2.507,8 MW de potência eólica instalada, distribuída em 108 parques eólicos, representando um crescimento de aproximadamente 73% de potência e um acréscimo de 40 parques em relação a dezembro de 2011, quando a eólica possuía 68 parques e 1.450 MW.
O estudo desenvolvido para elaboração do boletim mostra que somente em dezembro de 2012, a fonte eólica foi responsável por evitar cerca de R$ 500 milhões em Encargos por Razão de Segurança Energética. Se considerarmos o ano todo, a fonte eólica foi responsável por evitar cerca de R$ 1,6 bilhões. Se as usinas eólicas não existissem, o total de encargos recolhidos seria de R$ 3,4 bilhões, o dobro do valor realmente cobrado dos consumidores.
Abastecimento residencial
Em média, foram abastecidas cerca de 2,5 milhões de residências por mês e, considerando uma média de 3 pessoas por residência, foram 7,5 milhões de habitantes. A energia gerada pela fonte eólica em 2012 foi capaz, portanto, de fornecer energia elétrica residencial a uma população igual à da cidade do Rio de Janeiro, que possui 6,3 milhões de habitantes (dados do censo 2010 do IBGE).
Redução de emissões
Ao gerar energia elétrica a partir da força dos ventos, os Parques Eólicos substituem outras fontes de geração de energia elétrica que emitem CO2. O total de emissões evitadas em 2012 foi de 1,2 Mtoneladas de CO2.

A Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) apresentou nesta segunda-feira (15) o Boletim Anual do Setor Eólico - 2012. O documento mostra que o aumento da contribuição eólica para a matriz elétrica brasileira se torna mais importante a cada ano. Em números, o setor encerrou 2012 com 2.507,8 MW de potência eólica instalada, distribuída em 108 parques eólicos, representando um crescimento de aproximadamente 73% de potência e um acréscimo de 40 parques em relação a dezembro de 2011, quando a eólica possuía 68 parques e 1.450 MW.

 

"A energia eólica tem experimentado um exponencial e virtuoso crescimento no Brasil. De 2009 a 2012, nos leilões dos quais a fonte eólica participou, foram contratados aproximadamente 7,1 GW em novos projetos. Tais projetos elevarão o volume de instalações de energia eólica no país, totalizando 8,8 GW de capacidade instalada até 2017, cerca de três vezes a capacidade atual de 2,5 GW", afirma a presidente Executiva da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), Elbia Melo. "A produção média da fonte no ano passado foi de 556,26 MW, sendo que o pico foi registrado no mês de outubro, com a marca de 771 MW médios", conclui a executiva.


O estudo desenvolvido para elaboração do boletim mostra que somente em dezembro de 2012, a fonte eólica foi responsável por evitar cerca de R$ 500 milhões em Encargos por Razão de Segurança Energética. Se considerarmos o ano todo, a fonte eólica foi responsável por evitar cerca de R$ 1,6 bilhões. Se as usinas eólicas não existissem, o total de encargos recolhidos seria de R$ 3,4 bilhões, o dobro do valor realmente cobrado dos consumidores.



Abastecimento residencial


Em média, foram abastecidas cerca de 2,5 milhões de residências por mês e, considerando uma média de 3 pessoas por residência, foram 7,5 milhões de habitantes. A energia gerada pela fonte eólica em 2012 foi capaz, portanto, de fornecer energia elétrica residencial a uma população igual à da cidade do Rio de Janeiro, que possui 6,3 milhões de habitantes (dados do censo 2010 do IBGE).



Redução de emissões


Ao gerar energia elétrica a partir da força dos ventos, os Parques Eólicos substituem outras fontes de geração de energia elétrica que emitem CO2. O total de emissões evitadas em 2012 foi de 1,2 Mtoneladas de CO2.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar