acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás Natural

Eneva firma acordos com acionistas da Parnaíba Gás Natural

28/03/2016 | 10h53

A Eneva – em Recuperação Judicial –, por meio de acordos firmados com Cambuhy e OGX, transformará a Parnaíba Gás Natural (PGN), maior empresa privada de exploração e produção (E&P) de gás natural do país, em sua subsidiária integral. A nova configuração tem o objetivo de posicionar a Eneva como a única empresa independente de gas-to-wire no país, com duas atividades distintas e complementares de geração de energia e E&P de óleo & gás.

A associação da experiência da Eneva em geração e da PGN em exploração e produção no setor de óleo & gás possibilita a criação de uma plataforma mais robusta e capacitada para aproveitar as oportunidades de mercado em ambos os segmentos.

A transação proposta, no valor estimado de aproximadamente R$ 1,15 bilhão, prevê a realização de um aumento de capital privado, com conclusão prevista para o terceiro trimestre de 2016. Os acordos celebrados preveem que Cambuhy e OGX contribuam com suas respectivas participações na PGN em favor da ENEVA. Como contrapartida, tanto a Cambuhy quanto a OGX se tornarão acionistas da Eneva.

A transação será submetida à análise e aprovação dos acionistas e dos órgãos competentes, bem como ao atendimento das condições suspensivas estabelecidas nos acordos entre as partes. Até lá, ambas as companhias continuam o curso normal de suas operações, dedicadas à gestão e à entrega de seus compromissos operacionais e financeiros.

“A combinação destas duas grandes empresas com seus importantes ativos operacionais e humanos permitirá o desenvolvimento de oportunidades em diversas frentes: a melhor integração das operações atuais, o desenvolvimento e expansão de atividades de geração e de exploração e produção, a confirmação da Eneva como uma empresa cada vez mais relevante no setor energético brasileiro e a consolidação de uma Companhia com estrutura de capital adequada, tanto para suas obrigações de curto e médio prazos, como também para suas perspectivas de crescimento e expansão”, informa o CEO da Eneva, José Aurélio Drummond.

Para o CEO da PGN, Pedro Zinner, a operação consolida a atividade de E&P, bem como a maximização de valor do modelo gas-to-wire. "Com a nova estrutura societária há um alinhamento entre os acionistas, permitindo que as operações de geração e E&P busquem novas alavancas de crescimento", afirma Zinner.

SOBRE A ENEVA

A Eneva atua na geração e comercialização de energia elétrica e na exploração e produção de gás natural. A Companhia tem, atualmente, capacidade instalada bruta de 2,2 GW, estando assim entre as maiores empresas privadas de geração de energia elétrica no Brasil.

SOBRE A PGN

A Parnaíba Gás Natural (PGN), maior operadora privada de gás natural do Brasil, opera oito campos e 13 blocos exploratórios, somando 25 mil Km², na Bacia do Parnaíba, no Maranhão. Em 2015, a empresa perfurou 30 poços, liderando a maior campanha exploratória onshore do País.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar