acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Petroquímica

Empresas de plástico programam instalação e ampliação no Rio

12/07/2006 | 00h00

Quatro usinas de transformação plástica estão em processo de instalação e duas empresas já instaladas programam a ampliação de suas fábricas no município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

As empresas utilizarão como matéria-prima o polietileno e o polipropileno, produzidos pelo Pólo Gás-Químico (Rio Polímeros) e pela Polibrasil. As empresas são fabricantes de sacolas, cadeiras, poltronas, engradados e madeira plástica, entre outros produtos.

Nesta quarta-feira (10/07) foi realizado uma cerimônia para anunciar a instalação das empresas, com a particiapação da governadora do estado do Rio, Rosinha Matheus, além dos secretários estaduas de Energia, Industrial Naval e do Petróleo, Wagner Victer, e do Desenvolvimento, Maurício Chacur. Também compareceram o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, o presidente do Sindicato das Empresas de Transformação Plástica do Rio de Janeiro (SINPERJ), José da Rocha, e dirigentes dos grupos empresariais RioPol e Polibrasil, e das empresas beneficiadas.

Segundo informa o secretário Wagner Victer, os investimentos das seis empresas são da ordem de R$ 48 milhões e as instalações e ampliações propiciaram a geração de 650 empregos diretos e cerca de 1300 indiretos.

"Vale destacar que o Programa Estadual de Incentivos ao Setor de Transformação Plástica (Plast-Rio) já viabilizou, anteriormente a estas seis novas indústrias, a instalação de mais de 20 empresas do mesmo setor, que estão investindo cerca de R$ 200 milhões e gerando mais de 20 mil empregos diretos e indiretos, especialmente na Baixada Fluminense", frisou Victer.

A Secretaria de Energia, Indústria Naval e do Petróleo informa sobre as seis empresas em instalação ou ampliação:

Rolosak Indústria e Comércio de Plásticos Ltda. - Irá produzir sacolas plásticas de polietileno. A nova indústria tem previsão de transformar 300 toneladas/ mês de polietileno e investirá R$ 500 mil, gerando 80 empregos diretos e 160 indiretos. Poderá duplicar sua produção em um ano. Ficará em galpão já alugado em Duque de Caxias.

PNAPLES Indústria e Comércio Ltda. - Irá produzir cadeiras, poltronas e engradados em polipropileno. Seu projeto é consumir no primeiro ano 500 toneladas/ mês de polipropileno. O maquinário já está encomendado. Para implantação desta nova indústria, de origem pernambucana, serão investidos R$ 9,5 milhões e gerados 90 empregos diretos e 180 indiretos. Já possui galpão alugado em Duque de Caxias.

Ecowood Rio Industrial Plásticos Ltda. - Empresa nova no Estado, fabricará madeira plástica através do processamento de produtos recicláveis e produzirá 500 toneladas/ mês. Os investimentos são da ordem de R$ 20 milhões e serão gerados 250 empregos diretos e 500 indiretos na obra de instalação em Duque de Caxias.

MCA Pack Indústria e Comércio de embalagens Plásticas - Esta nova fábrica no estado produzirá embalagens flexíveis em galpão já alugado em Duque de Caxias, consumindo ao término do projeto 1000 toneladas/ mês de Polietileno. Investirá R$ 10 milhões e gerará 194 empregos diretos e 388 indiretos. O Grupo Sol, operador da MCA, é tradicional no setor nacional de transformação plástica.

Logoplaste do Brasil Ltda. - Ampliação de fábrica já existente em Duque de Caxias. Investirá R$ 450 mil e gerará 16 empregos diretos e 32 indiretos. Produz embalagens de sopro para lubrificantes.

Graham Packaging do Brasil Indústria e Comércio S/A. - ampliação de fábrica já existente em Duque de Caxias e produz embalagens de sopro para lubrificantes, sendo fornecedor da BR. Os investimentos na ampliação, que gerará 20 empregos diretos e 40 indiretos, serão da ordem de R$ 7,2 milhões.

O secretário Wagner Victer informou também que existem outras 20 empresas do setor de transformação plástica inscritas na Secretaria de Energia, Indústria Naval e Petróleo, aguardando processo de liberação de incentivos fiscais para instalação no Estado do Rio de Janeiro. Algumas delas são:


Cogumelo – Madeira Plástica, que realizará ampliação de sua unidade localizada em Campo Grande. Serão investidos R$ 500 mil e gerados 50 empregos diretos e 100 indiretos.

JMR 21 – Indústria especializada na recuperação de garrafas tipo PET. A empresa será instalada no município de Queimados e as obras, que demandarão recursos da ordem de R$ 1,2 milhão, gerarão 100 empregos diretos e 300 indiretos.

Newpet – A empresa, também especializada na reciclagem de garrafas PET, realizará ampliação da unidade de Duque de Caxias. O investimento nas obras, que gerarão 100 empregos diretos e indiretos, será da ordem de R$ 1 milhão.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar