acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacionalização

Empresas brasileiras preparam entrada no mercado mexicano

08/06/2004 | 00h00

A Petróleos Mexicanos (Pemex), a oitava maior empresa petroleira do mundo, pretende investir US$ 130 bilhões até 2012, para atender à demanda interna de seu país em petróleo e gás. De olho na expansão das oportunidades de negócios, as empresas gaúchas Coester Automação, Altus, Elipse Software e Novus Produtos Eletrônicos participarãoo, entre os dias 9 e 11 de junho, da Isa México Expo Control 2004, na capital mexicana, a maior feira de equipamentos de controle de automação daquele país.
O diretor de marketing da Coester Automação, Marcus Coester, viaja nesta terça-feira (08/06) para o México, com a expectativa de prospectar novos negócios. "Dentro da estratégia de internacionalização de nossas atividades no fornecimento de atuadores inteligentes para a área de petróleo e gás, o mercado mexicano se mostra estratégico, por ser a Pemex a maior empresa latino-americana do setor e estar prevendo um volume significativo de novos investimentos", explica o dirigente da empresa.
A Pemex produz em média 3,56 milhões de barris de petróleo por dia, enquanto a venezuelana PDVSA alcança 3 milhões. A companhia mexicana faturou US$ 51,17 bilhões, liderando entre as empresas latino-americanas, ficando a PDVSA em segundo, com US$ 46,25 bilhões. " A Coester está definindo em breve uma empresa distribuidora de seus produtos no mercado venezuelano,  e também queremos firmar posição no mercado do México", adianta o diretor de marketing da empresa. Lembra que "a elevação nos preços do petróleo não é necessariamente negativa o ponto de vista dos investimentos, pois viabiliza os poços com custo operacional mais caro, ampliando as oportunidades de negócios".
O faturamento da Coester Automação no ano passado alcançou R$ 8,7 milhões. Para este ano, a projeção é alcançar os R$ 12 milhões. A Divisão de Automação do grupo Coester é a única detentora da tecnologia da fabricação de atuadores inteligentes para redes de petróleo e saneamento da América Latina. A empresa recebeu, em 2002 o Certificado de Registro de Classificação em Cadastro (CRCC) da Petrobras, para fornecer sistemas integrados em rede, o que viabilizou o fechamento de cinco importantes contratos com a estatal de petróleo e suas subsidiárias.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar