acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Licitação

Empresários querem mais tempo

18/07/2006 | 00h00

A antecipação da Oitava Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para agosto é considerada inviável por representantes de empresas petrolíferas. "Em agosto não dá, já não há tempo hábil para a publicação do pré-edital e todos trâmites necessários", informou uma fonte do mercado que preferiu não ser identificada. Segundo a fonte, durante a Segunda Rodada de Campos Marginais, realizada no fim de junho, houve discussão sobre a possibilidade de que a Oitava Rodada fosse realizada em meados de setembro, entre os dias 15 e 20. As operadoras, no entanto, ainda preferem a manutenção da data original, em novembro.

Além da impossibilidade de analisar os dados dos blocos a serem oferecidos até agosto, a antecipação da rodada - mesmo para setembro - dificultaria a negociação de parcerias entre as empresas, o que minguaria as propostas de investimento. Na avaliação da fonte, o adiantamento do processo provocará um excesso de ofertas pelos blocos de maior atratividade ao mesmo tempo em que diminuirá o interesse pelas áreas de fronteira exploratória. O especialista rebate ainda o argumento de que o resultado da rodada poderia ser prejudicado se ela voltar para a data original de novembro, pois as operadoras internacionais estariam comprometidas com outros projetos e não se interessariam nas ofertas do Brasil. "As operadoras estão ávidas por adquirir mais campos exploratórios para melhorarem seus portfólios", argumenta.

O pedido de mais tempo para a realização da licitação está sendo negociado desde maio, quando representantes de empresas foram recebidos no Ministério das Minas e Energia e expuseram suas preocupações sobre a alteração na data. A negociação prossegue e, segundo a fonte, o ministro das Minas e Energia, Silas Rondeau, viajou a Washington, onde participou de um café da manhã com representantes de petroleiras internacionais que têm representação no Brasil. O ministro se dispôs a averiguar com a Presidência da República a possibilidade da manutenção da rodada em novembro.

O empresariado também pretende incluir nas discussões sobre a data da licitação a revisão sobre a cartilha de conteúdo nacional aplicada na Sétima Rodada e o licenciamento ambiental. "Tem sido muito difícil para as operadoras cumprir as regras de conteúdo nacional e essas normas não podem ser repetidas na Oitava Rodada", disse a fonte.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar