acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Intercâmbio

Empresários alemães chegam ao Brasil em busca de novos negócios

20/08/2012 | 14h34

 

Representantes de seis empresas do estado alemão da Turíngia desembarcam em São Paulo para prospectar oportunidades de negócios no Brasil. Acompanhada pelo ministro da Economia, Trabalho e Tecnologia do Estado da Turíngia, Matthias Machnig, a delegação participará de uma rodada de negócios com dirigentes de empresas e instituições brasileiras no dia 21 de agosto, na capital paulista. Os encontros são organizados pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo.
Os alemães representam empresas nas áreas de cosméticos, engenharia, instrumentos eletrônicos para observação e pesquisa espacial, furadeiras, energia solar, sistemas de som e tecnologias de nanoposicionamento, e materiais piezelétricos. A delegação inclui também representantes das faculdades técnicas Ernst-Abbe-Fachhoschule Jena e Fachhoschule Nordhausen, e do instituto de pesquisa para tecnologia de mídias digitais Fraunhofer IDMT, além de líderes da Sociedade para o Desenvolvimento Econômico da Turíngia (LEG Thüringen) e do Banco de Desenvolvimento da Turíngia (Thüringer Aufbaubank).
A agenda da delegação terá rodada de negócios, visita a empresas locais (SP), contato com autoridades políticas e um seminário que será realizado no no Parque Tecnológico da UFRJ, no Rio de Janeiro, para analisar informações referentes aos negócios envolvendo as Olimpíadas de 2016 - dia 23.
“As rodadas de negócios permitem uma aproximação direta e pessoal entre empresários com interesses e perfis em comum. Acompanhados por intérpretes e representantes da Câmara Brasil-Alemanha, os encontros fomentam o comércio bilateral. Funcionam como um eficiente meio de comunicação entre empresas que pretendem expandir seus negócios para ambos os países”, explica o presidente da Câmara Brasil-Alemanha, Weber Porto.
Estado da Turíngia
O desenvolvimento econômico do estado da Turíngia é marcado pela forte presença das empresas de pequeno e médio portes, que correspondem a 90% dos negócios locais. Mas o estado é também o berço de grandes empresas, sobretudo das áreas óptica, farmacêutica, alimentícia e automobilística. A produção de veículos fatura atualmente € 3,8 bilhões com vendas e, entre os setores mais importantes no estado, a engenharia mecânica e automobilística lidera com 20,6% da fatia de todo o polo industrial. O campo da engenharia de produção e processos metalúrgicos aparece em segundo lugar, com 18,6% de participação, e as engenharias elétrica, eletrônica, mecânica de precisão e optoeletrônica, com 14,4%. A importância setorial é mensurada pelo número de empregados.
Segundo o Serviço Federal Alemão de Estatísticas (Destatis), as exportações de produtos da Turíngia para o Brasil atingiram a marca de € 90,8 milhões em 2011 - alta de 24,1% em comparação com 2010 e de 45,5% em relação a 2009. As importações do Brasil feitas pela Turíngia chegaram a € 21,4 milhões no ano passado. Para essa categoria, o aumento foi de 43,3% no comparativo com a marca registrada em 2009.
Atualmente os produtos mais exportados da Turíngia para o Brasil são máquinas, carros, autopeças, equipamentos elétricos e produtos farmacêuticos. O Brasil, por sua vez, mantém-se posicionado no estado alemão por meio da importação de soja e rações.
“O estado da Turíngia está localizado na região central da Alemanha. É uma região estratégica, com logística facilitada, que funciona como trampolim para outros mercados dinâmicos da Europa. Além disso, o estado está a apenas algumas horas dos aeroportos de Frankfurt, Berlim e Nuremberg”, diz Porto.

Representantes de seis empresas do estado alemão da Turíngia desembarcam em São Paulo para prospectar oportunidades de negócios no Brasil. Acompanhada pelo ministro da Economia, Trabalho e Tecnologia do Estado da Turíngia, Matthias Machnig, a delegação participará de uma rodada de negócios com dirigentes de empresas e instituições brasileiras no dia 21 de agosto, na capital paulista. Os encontros são organizados pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo.


Os alemães representam empresas nas áreas de cosméticos, engenharia, instrumentos eletrônicos para observação e pesquisa espacial, furadeiras, energia solar, sistemas de som e tecnologias de nanoposicionamento, e materiais piezelétricos. A delegação inclui também representantes das faculdades técnicas Ernst-Abbe-Fachhoschule Jena e Fachhoschule Nordhausen, e do instituto de pesquisa para tecnologia de mídias digitais Fraunhofer IDMT, além de líderes da Sociedade para o Desenvolvimento Econômico da Turíngia (LEG Thüringen) e do Banco de Desenvolvimento da Turíngia (Thüringer Aufbaubank).


A agenda da delegação terá rodada de negócios, visita a empresas locais (SP), contato com autoridades políticas e um seminário que será realizado no no Parque Tecnológico da UFRJ, no Rio de Janeiro, para analisar informações referentes aos negócios envolvendo as Olimpíadas de 2016 - dia 23.


“As rodadas de negócios permitem uma aproximação direta e pessoal entre empresários com interesses e perfis em comum. Acompanhados por intérpretes e representantes da Câmara Brasil-Alemanha, os encontros fomentam o comércio bilateral. Funcionam como um eficiente meio de comunicação entre empresas que pretendem expandir seus negócios para ambos os países”, explica o presidente da Câmara Brasil-Alemanha, Weber Porto.


Estado da Turíngia


O desenvolvimento econômico do estado da Turíngia é marcado pela forte presença das empresas de pequeno e médio portes, que correspondem a 90% dos negócios locais. Mas o estado é também o berço de grandes empresas, sobretudo das áreas óptica, farmacêutica, alimentícia e automobilística. A produção de veículos fatura atualmente € 3,8 bilhões com vendas e, entre os setores mais importantes no estado, a engenharia mecânica e automobilística lidera com 20,6% da fatia de todo o polo industrial. O campo da engenharia de produção e processos metalúrgicos aparece em segundo lugar, com 18,6% de participação, e as engenharias elétrica, eletrônica, mecânica de precisão e optoeletrônica, com 14,4%. A importância setorial é mensurada pelo número de empregados.


Segundo o Serviço Federal Alemão de Estatísticas (Destatis), as exportações de produtos da Turíngia para o Brasil atingiram a marca de € 90,8 milhões em 2011 - alta de 24,1% em comparação com 2010 e de 45,5% em relação a 2009. As importações do Brasil feitas pela Turíngia chegaram a € 21,4 milhões no ano passado. Para essa categoria, o aumento foi de 43,3% no comparativo com a marca registrada em 2009.


Atualmente os produtos mais exportados da Turíngia para o Brasil são máquinas, carros, autopeças, equipamentos elétricos e produtos farmacêuticos. O Brasil, por sua vez, mantém-se posicionado no estado alemão por meio da importação de soja e rações.


“O estado da Turíngia está localizado na região central da Alemanha. É uma região estratégica, com logística facilitada, que funciona como trampolim para outros mercados dinâmicos da Europa. Além disso, o estado está a apenas algumas horas dos aeroportos de Frankfurt, Berlim e Nuremberg”, diz Porto.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar