acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Em queda nas usinas, etanol voltou a subir nos postos

07/04/2014 | 15h01

 

Os preços do etanol hidratado (usado diretamente nos tanques dos veículos) voltaram a subir nos postos da maior parte dos Estados brasileiros na semana encerrada no dia 5 de abril. Segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o biocombustível ficou mais caro ao consumidor final em 16 Estados, inclusive em São Paulo, onde o preço médio na bomba subiu 0,096%, para R$ 2,069 o litro. A maior alta semanal foi verificada no Maranhão (2,01%).
A valorização nos postos não refletiu as oscilações nas usinas, onde os preços do etanol recuaram pela quinta semana consecutiva. O indicador Cepea/Esalq para o hidratado caiu 6,08%, a R$ 1,3037 o litro no período entre 31 de março e 4 de abril. Nas últimas seis semanas, o indicador passou a acumular queda de 9,35%.
Ainda segundo dados da ANP, os preços do etanol hidratado recuaram na última semana ao consumidor final em seis Estados e do Distrito Federal.
Em nenhum Estado brasileiro compensa ao consumidor usar etanol em vez de gasolina, segundo o parâmetro de que essa viabilidade existe se o preço do biocombustível equivale a menos de 70% do preço da gasolina. Há, no entanto, estudos que indicam que esse percentual pode chegar a 79%.

Os preços do etanol hidratado (usado diretamente nos tanques dos veículos) voltaram a subir nos postos da maior parte dos Estados brasileiros na semana encerrada no dia 5 de abril. Segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o biocombustível ficou mais caro ao consumidor final em 16 Estados, inclusive em São Paulo, onde o preço médio na bomba subiu 0,096%, para R$ 2,069 o litro. A maior alta semanal foi verificada no Maranhão (2,01%).

A valorização nos postos não refletiu as oscilações nas usinas, onde os preços do etanol recuaram pela quinta semana consecutiva. O indicador Cepea/Esalq para o hidratado caiu 6,08%, a R$ 1,3037 o litro no período entre 31 de março e 4 de abril. Nas últimas seis semanas, o indicador passou a acumular queda de 9,35%.

Ainda segundo dados da ANP, os preços do etanol hidratado recuaram na última semana ao consumidor final em seis Estados e do Distrito Federal.

Em nenhum Estado brasileiro compensa ao consumidor usar etanol em vez de gasolina, segundo o parâmetro de que essa viabilidade existe se o preço do biocombustível equivale a menos de 70% do preço da gasolina. Há, no entanto, estudos que indicam que esse percentual pode chegar a 79%.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar