acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Eletrobras faz plano de investir R$ 13 bilhões

09/09/2011 | 09h50
A Eletrobras vai investir R$ 13 bilhões em 2012 em geração, transmissão e distribuição, R$ 3 bilhões a mais que o investimento feito em 2011. A afirmação é do presidente da companhia, José da Costa Carvalho Neto, que acrescenta que o valor inclui investimentos para expansão e a melhoria e aperfeiçoamento do sistema existente, para evitar problemas como o apagão ocorrido sexta-feira (2) da semana passada, em dez estados, durante 20 minutos.

Carvalho Neto informou que na terça-feira (13) haverá uma reunião para discutir os problemas que geraram o apagão. Segundo ele, as causas ainda estão sendo avaliadas. O problema foi identificado quando "uma bucha de um reator deu um sinal de alarme". "Furnas imediatamente comunicou o ONS [Operador Nacional do Sistema Elétrico]", explicou Carvalho Neto. Segundo ele, inicialmente a situação era urgente, mas "não necessariamente emergencial".

O presidente afirmou que o ONS agiu conforme o procedimento e se preparou para tirar algumas cargas para depois desligar a linha de transmissão. O processo "demorou de 20 a 30 minutos e acabou fazendo com que desligasse a proteção em Itaipu". "Era apenas para desligar uma linha e acabou desligando mais de uma", destacou Carvalho Neto.

O executivo disse que os técnicos da Eletrobras estão verificando "todos os aspectos técnicos, todos os gráficos, todas as informações relacionados à proteção" para que tenham uma avaliação final.

Já Furnas, subsidiária da Eletrobras, informou à imprensa por meio de nota, na terça-feira (6), que realizou apuração técnica completa dos fatos. A empresa se isentou de qualquer responsabilidade no apagão e especificou que não foi culpada pela explosão no reator do circuito 3 da linha de transmissão Foz do Iguaçu - Ivaiporã, no Paraná, que causou o desligamento da interligação com Itaipu.

"Precisamos aprender com situações como essa. O sistema respondeu muito bem para que a luz voltasse o mais rápido possível", completou Carvalho Neto, durante cerimônia, em Mangaratiba, para inaugurar as obras de eletrificação das Ilhas de Marambaia e Jaguanum, que será feito pela Ampla.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar