acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Energia Elétrica

Eletrobrás anuncia para 2010 licitação de usinas no Rio Tapajós

10/12/2008 | 09h55

A licitação para a construção das usinas hidrelétricas do complexo do Rio Tapajós, no Pará, só deverá ser realizada a partir de junho de 2010, informou nesta terça-feira (9) o presidente da Eletrobrás, José Antônio Muniz Lopes.

 

Segundo Muniz Lopes, serão licitadas cinco usinas: São Luiz de Tapajós (6.300 megawatts); Jatobá (2.600 megawatts); além de outras três no Rio Jamanxim, um dos afluentes do Tapajós.

 

“Aí serão três usinas [Cachoeira dos Arcos, Caí e Jamanxim] que poderão produzir 2.200 megawatts. No final as cinco unidades totalizarão 10.680 megawatts”, disse.

 

O presidente da Eletrobrás disse ainda que as unidades deverão envolver investimentos da ordem de R$ 30 bilhões.

 

Ele informou que as usinas serão construídas já no novo modelo defendido pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, de usinas “plataformas”. Unidades construídas no meio da florestas, sem cidades e vilas em volta, evitando causar danos ao meio ambiente..

 

“Você vai incorporar áreas ambientais, proteger as florestas e o espelho d’água é praticamente o espelho dos rios em épocas de grandes cheias”.

 

O presidente da Eletrobrás informou que a primeira unidade a ser licitada será a de São Luiz de Tapajós, mas que a intenção do governo é de já deixar pronto os editais para as licitações das outras quatro unidades.

 

José Antônio Muniz Lopes confirmou para setembro de 2009 o leilão da Hidrelétrica de Belo Monte, também no Pará. A unidade será construída no Rio Xingu e terá capacidade para gerar 11.200 megawatts.

 

O presidente da Eletrobrás revelou a disposição do governo de construir, pelo menos, seis usinas no Peru para comercialização de energia para o Brasil. E voltou a afirmar que a crise internacional não abalou a saúde financeira da empresa e, por isso, não vai atrapalhar seus planos de investimentos.



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar