acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Expansão

Efeito da compra da Texaco no País

07/11/2008 | 02h54

A manobra de expansão mais significativa ocorreu com a compra das operações de distribuição de combustível da Texaco no Brasil, em agosto. O valor do negócio foi de R$ 1,16 bilhão e, segundo a empresa, a transação foi paga com recursos disponíveis em caixa. A aquisição colocou a Ultrapar no posto de vice-líder de mercado no país.

 

A Texaco distribui, por meio de 2 mil postos, para todo o território nacional, menos para o estado de Roraima. Em 2007, a Texaco vendeu 6,7 milhões de metros cúbicos de diesel, gasolina, etanol e GNV, um crescimento de 8% em relação ao ano anterior, representando uma participação no mercado nacional de 9%.

 

Nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, áreas em que a Ultrapar passará a atuar, a Texaco é a segunda maior empresa, com participação de mercado de 9% em 2007.

 

No ano passado, a Texaco teve receita de R$ 11,9 bilhões e geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 121 milhões. Para permitir um processo gradual e organizado de transição de marcas, os termos da transação permitem o licenciamento da família de marcas Texaco por 3 anos nas regiões Sul e Sudeste e por 5 anos nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

 

Outra aquisição que dará consistência aos negócios da Ultrapar foi a da empresa União Terminais, incorporada à Ultracargo em outubro.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar