acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Resultado

EDP registra EBITDA de R$ 235 milhões no quarto trimestre

27/02/2014 | 12h05

 

A EDP, empresa do Grupo EDP Energias de Portugal, registrou, no quarto trimestre de 2013, receita líquida de R$ 1,7 bilhão. No ano, o valor atingiu R$ 6,8 bilhões, incremento de 8,9% em relação a 2012 (R$ 6,2 bilhões). O EBITDA (lucros antes de impostos, resultados financeiros, depreciação e amortização) atingiu, entre outubro e dezembro de 2013, R$ 235 milhões. Em 2013, o valor foi de R$ 1,7 bilhão, aumento de 16,6% em relação ao período anterior. O lucro líquido da companhia foi de R$ 41 milhões no quarto trimestre de 2013 e, no ano, o valor registrado foi de R$ 376 milhões, 9,4% superior em relação a 2012.
Os investimentos da EDP foram de R$ 398 milhões no quarto trimestre, incremento de 29,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. O aumento deve-se principalmente aos aportes realizados para a construção das Usinas Hidrelétricas Santo Antônio do Jari e Cachoeira Caldeirão. Além disso, houve um investimento de R$ 127 milhões no segmento de distribuição (desconsidera obrigações especiais e juros capitalizados) para a expansão do sistema elétrico e manutenção da rede. No ano, o valor investido somou R$ 1,1 bilhão, 62,7% acima de 2012.
Os resultados operacionais do Grupo são destaques positivos. No quarto trimestre, o DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Cliente) das distribuidoras ficou abaixo da meta regulatória estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Na EDP Bandeirante foi registrado o valor de 8,08 horas, com redução de 1,34 horas (14,2%) em relação ao mesmo período do ano anterior. O da EDP Escelsa foi de 9,67 horas, com redução de 0,21 horas (2,1%). O FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Cliente) das duas empresas também esteve abaixo da meta regulatória estabelecida pela Agência. No ano, a EDP Bandeirante e EDP Escelsa atingiram a marca de 3 milhões de clientes.
Outro tópico que a empresa destaca é o trabalho ativo para a regularização de clientes clandestinos das distribuidoras. De outubro a dezembro de 2013 foram realizadas cerca de 40 mil inspeções, 5,3 mil retiradas de ligações irregulares e 6,8 mil regularizações de ligações clandestinas que resultaram na recuperação de receitas de cerca de R$13,6 milhões.
Na geração, em 16 de dezembro, o consórcio Terra Nova, formado em parceria com Furnas Centrais Elétricas conquistou a UHE São Manoel. O empreendimento será construído no Rio Teles Pires, na divisa dos estados do Mato Grosso e Pará, terá capacidade instalada de 700 MW. O investimento será de R$ 2,7 bilhões, com início da venda da energia previsto para 2018.
Além disso, em 06 de dezembro do ano passado, a EDP anunciou a parceria com a CWEI, subsidiária controlada pela China Three Gorges (CTG) para investimentos futuros em empreendimentos no setor elétrico brasileiro. No âmbito da parceria, foram assinados nesta data Contratos de Compra e Venda e Acordos de Acionistas referentes às Centrais Hídricas Santo Antônio do Jari e Cachoeira Caldeirão, os quais serão os primeiros projetos de investimento resultantes da parceria. A EDP venderá 50% de participação nos empreendimentos acima mencionados (operação em processo de aprovação pelos órgãos reguladores brasileiros e chineses).

A EDP, empresa do Grupo EDP Energias de Portugal, registrou, no quarto trimestre de 2013, receita líquida de R$ 1,7 bilhão. No ano, o valor atingiu R$ 6,8 bilhões, incremento de 8,9% em relação a 2012 (R$ 6,2 bilhões). O EBITDA (lucros antes de impostos, resultados financeiros, depreciação e amortização) atingiu, entre outubro e dezembro de 2013, R$ 235 milhões. Em 2013, o valor foi de R$ 1,7 bilhão, aumento de 16,6% em relação ao período anterior. O lucro líquido da companhia foi de R$ 41 milhões no quarto trimestre de 2013 e, no ano, o valor registrado foi de R$ 376 milhões, 9,4% superior em relação a 2012.

Os investimentos da EDP foram de R$ 398 milhões no quarto trimestre, incremento de 29,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. O aumento deve-se principalmente aos aportes realizados para a construção das Usinas Hidrelétricas Santo Antônio do Jari e Cachoeira Caldeirão. Além disso, houve um investimento de R$ 127 milhões no segmento de distribuição (desconsidera obrigações especiais e juros capitalizados) para a expansão do sistema elétrico e manutenção da rede. No ano, o valor investido somou R$ 1,1 bilhão, 62,7% acima de 2012.

Os resultados operacionais do Grupo são destaques positivos. No quarto trimestre, o DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Cliente) das distribuidoras ficou abaixo da meta regulatória estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Na EDP Bandeirante foi registrado o valor de 8,08 horas, com redução de 1,34 horas (14,2%) em relação ao mesmo período do ano anterior. O da EDP Escelsa foi de 9,67 horas, com redução de 0,21 horas (2,1%). O FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Cliente) das duas empresas também esteve abaixo da meta regulatória estabelecida pela Agência. No ano, a EDP Bandeirante e EDP Escelsa atingiram a marca de 3 milhões de clientes.

Outro tópico que a empresa destaca é o trabalho ativo para a regularização de clientes clandestinos das distribuidoras. De outubro a dezembro de 2013 foram realizadas cerca de 40 mil inspeções, 5,3 mil retiradas de ligações irregulares e 6,8 mil regularizações de ligações clandestinas que resultaram na recuperação de receitas de cerca de R$13,6 milhões.

Na geração, em 16 de dezembro, o consórcio Terra Nova, formado em parceria com Furnas Centrais Elétricas conquistou a UHE São Manoel. O empreendimento será construído no Rio Teles Pires, na divisa dos estados do Mato Grosso e Pará, terá capacidade instalada de 700 MW. O investimento será de R$ 2,7 bilhões, com início da venda da energia previsto para 2018.

Além disso, em 06 de dezembro do ano passado, a EDP anunciou a parceria com a CWEI, subsidiária controlada pela China Three Gorges (CTG) para investimentos futuros em empreendimentos no setor elétrico brasileiro. No âmbito da parceria, foram assinados nesta data Contratos de Compra e Venda e Acordos de Acionistas referentes às Centrais Hídricas Santo Antônio do Jari e Cachoeira Caldeirão, os quais serão os primeiros projetos de investimento resultantes da parceria. A EDP venderá 50% de participação nos empreendimentos acima mencionados (operação em processo de aprovação pelos órgãos reguladores brasileiros e chineses).

 



Fonte: Ascom EDP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar