acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Duto é peça-chave na expansão da PQU

24/06/2005 | 00h00

A construção do duto de 105 quilômetros ligando a Refinaria do Vale do Paraíba (Revap) à Petroquímica União (PQU) é peça-chave para a expansão da central de matérias-primas.
Pelo duto, a Revap fornecerá o gás de refinaria na quantidade de 1 milhão de metros cúbicos por dia à empresa petroquímica. Com esse gás, além do suprido pela Refinaria de Capuava, em Mauá, e uma carga adicional de nafta, a PQU planeja aumentar a produção de eteno em mais 200 mil toneladas, alcançando a totalidade de 700 mil toneladas por ano. O eteno será usado na produção de resinas plásticas da Polietilenos União. A produção está prevista para começar em 2007.
A obra do duto, orçada em US$ 20 milhões, cruzará dez municípios, de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, para Santo André, no ABC paulista. Além disso, a PQU fará investimentos adicionais de US$ 16 milhões para o pré-tratamento e compressão do gás na refinaria.
O projeto para expansão da PQU começou em meados dos anos 90, mas só saiu do papel no ano passado com a assinatura do contrato de fornecimento da Petrobras com a PQU e seus sócios.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar