acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

DuPont produz novos polímeros de alto desempenho

05/07/2006 | 00h00

A DuPont pretende iniciar em 2007 a produção de novos elastômeros e de resinas termoplásticas de alto desempenho, produzidas a partir de duas de suas mais recentes inovações em biomateriais. Os produtos serão destinados aos mercados automotivo, elétrico / eletrônico e outros setores industriais.

Opções intermediárias do polímero DuPont Sorona e do DuPont Hytrel produzidos com recursos renováveis serão elaboradas a partir do açúcar do milho, no lugar do petróleo, usando um processo exclusivo e patenteado. O principal componente do Sorona é o Bio-PDO, que substitui o 1,3-propanediol (PDO) à base de petroquímicos. O novo DuPont Hytrel é produzido a partir de um novo poliol da DuPont feito com Bio-PDO.

O polímero Sorona para aplicação industrial estará disponível comercialmente no segundo semestre de 2007 e os graus de Hytrel de fonte renovável, no final de 2007. “Quando esses novos produtos forem comercializados, estaremos em condições de oferecer a nossos clientes os benefícios de materiais de fonte renovável e uma menor dependência de recursos petroquímicos, o que terá um impacto positivo sobre o ciclo de vida ambiental de seus produtos”, declarou Keith Smith, vice-presidente e gerente geral da DuPont Engineering Polymers.

Além de substituir os petroquímicos por recursos renováveis, a fabricação do Bio-PDO exige aproximadamente 40% menos energia do que seu similar à base de petroquímicos – economizando o equivalente a aproximadamente 10 milhões de galões de gasolina por ano, com base nos volumes de produção anual de 100 milhões de libras de Bio-PDO. Os novos produtos contribuirão para as metas corporativas da DuPont de gerar 25% de sua receita com recursos renováveis até 2010.

As características de desempenho e processamento do Sorona e do Hytrel de fonte renovável são tão boas ou melhores do que os produtos atuais feitos totalmente a partir de petroquímicos. Entre os plásticos de engenharia, o Sorona apresenta características de desempenho e moldagem semelhantes ao PBT (polibutileno tereftalato). As avaliações preliminares, comparando os novos graus do Hytrel com as opções disponíveis, demonstram melhorias em algumas propriedades.

Loudon, no Tennessee, será a sede da maior fábrica de fermentação aeróbica do mundo, onde será produzido o Bio-PDO. Ela é de propriedade e será operada pela DuPont Tate & Lyle BioProducts LLC, joint venture de igual participação entre a DuPont e a Tate & Lyle, e está prevista para entrar em atividade no final deste ano, com capacidade para produzir 100 milhões de libras de Bio-PDO (mais de 45.000 toneladas métricas) por ano.
 
A DuPont é uma das líderes mundiais no desenvolvimento e na fabricação de materiais de alto desempenho, que oferecem soluções ambientalmente sustentáveis utilizando matérias-primas renováveis no lugar de petróleo. A capacidade científica da empresa – inclusive biotecnologia de ponta e processos de fabricação à base de biomateriais – está sendo explorada para atender as necessidades dos clientes e da sociedade.

Fundada em 1802, a DuPont utiliza a ciência na criação de soluções que tornam a vida das pessoas melhor, mais segura e mais prática. Com operações em mais de 70 países, a companhia oferece ampla variedade de produtos e serviços inovadores para mercados como agricultura, nutrição, eletrônicos, comunicações, segurança e proteção, casa e construção, transporte e vestuário.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar