acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reestruturação

Dow fechará duas fábricas no Brasil

05/12/2007 | 00h00
A Dow Chemical fechará diversas operações, eliminando mil empregos, como parte de seu esforço para melhorar a estrutura de custos de suas operações globais. A companhia também fará uma baixa contábil de seus investimentos na Petromont e fechará sua fábrica de estireno em Camaçari, na Bahia, em 1º de janeiro.

A Dow fechará ainda uma outra fábrica, em Aratu, também na Bahia, no primeiro trimestre de 2009. Sua unidade Union Carbide paralisará as atividades de fabricação de polipropileno, na Louisiana (EUA), antes do fim do ano.

A empresa do Michigan espera registrar despesas de US$ 500 milhões a US$ 600 milhões no quarto trimestre deste ano, que irá incluir custos relacionados às demissões e baixas contábeis de ativos.

A companhia espera realizar economias de cerca de US$ 180 milhões por ano como resultado dessas mudanças. A Dow Chemical vai sair de suas operações de vedantes automotivos na América do Norte, Ásia Pacífico e América Latina nos próximos nove a 18 meses e vai explorar opções estratégicas na França.



INTERESSE MANTIDO. O fechamento de duas fábricas da Dow no Brasil, em razão da falta de competitividade dessas unidades, não indica que a companhia perdeu o interesse de operar localmente, de acordo com o diretor de Comunicações Corporativas e Recursos Humanos da Dow no País, Vicente Teixeira. Em comunicado, o executivo afirma que a companhia segue comprometida com o Brasil e que continuará "a direcionar os esforços para desenvolver projetos atrativos de investimentos que assegurem" o crescimento da Dow na região.

No ano passado, o faturamento da companhia no País foi de US$ 2,2 bilhões. No final do primeiro semestre, a companhia vendeu sua participação acionária na Petroquímica União (PQU) e pouco tempo depois anunciou um projeto conjunto com a Crystalsev, de implantação de um pólo alcoolquímico no país.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar