acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

DOF Subsea e Technip construirão quatro novos PSLV’s para a Petrobras

16/08/2013 | 12h05
DOF Subsea e Technip construirão quatro novos PSLV’s para a Petrobras
Divulgação VARD. Divulgação VARD.

 

As empresas parceiras DOF Subsea e Technip assinaram, na última semana, contratos com a Petrobras referentes à construção de quatro novas embarcações de lançamento de dutos (PSLVs), que irão operar em águas brasileiras para instalar dutos flexíveis. O valor total dessas transações para o grupo DOF é de aproximadamente US$ 1,6 bilhões.
Dois desses PLSVs terão uma capacidade de tensão em lançamento de 300 toneladas e serão fabricados no Brasil, seguindo regras de alto conteúdo local. As outras duas unidades, por sua vez, serão projetadas para atingir uma capacidade de tensionamento de 650 toneladas, possibilitando, assim, a instalação de dutos flexíveis de grande porte em água ultra-profundas, como é o caso das atividades em pré-sal. O grupo VARD Holdings Limited (VARD), uma das maiores empresas offshore especializadas em projeção e construção de embarcações, estará à frente desse projeto.
A Technip será responsável pelo gerenciamento das operações de lançamento de dutos flexíveis, enquanto a Norskan S.A, (subsidiária do grupo DOF), executará as operações marítimas. A entrega dessas embarcações está prevista para o ano de 2016-2017. Os contratos terão duração total de oito anos a partir da data inicial das operações, podendo ser renovados por outros oito.
“Os contratos confirmam que a colaboração mútua com a Technip, nos projetos do Skandi Niterói e Skandi Vitória, foi bem-sucedida e satisfatória, além de reforçar a nossa posição como empresa-líder no setor de afretamento marítimo para o mercado de P&G brasileiro. É, também, um resultado do nosso foco de longa data no mercado brasileiro e um reconhecimento palpável da expertise de nossos colaboradores”, afirmou Mons S Aase,  CEO da DOF Subsea.
“Esse contrato estratégico ratifica o sucesso da nossa liderança no mercado subsea brasileiro, além da longa relação com a Petrobras. Estamos plenamente confiantes que esses quatro novos PLSV’s estado-da-arte, sendo dois com as maiores capacidades de tensão de lançamento de duto existentes no mundo (650 toneladas), serão fatores-chave para que o nosso cliente possa atingir os seus projetos de forma bem-sucedida", disse Frédéric Delormel, VP e COO Subsea da Technip.
“Estou muito animado em trabalhar com a Technip e a DOF em um projeto marco como esse. A condução desse projeto pela VARD, tanto no Brasil, quanto na Europa, ilustram o valor de uma empresa com presença global, quando se trabalha com clientes internacionais, trazendo tecnologia de ponta aos mercados para os quais oferece serviços”, concluiu Roy Reite, CEO e diretor Executivo da VARD.

As empresas parceiras DOF Subsea e Technip assinaram, na última semana, contratos com a Petrobras referentes à construção de quatro novas embarcações de lançamento de dutos (PSLVs), que irão operar em águas brasileiras para instalar dutos flexíveis. O valor total dessas transações para o grupo DOF é de aproximadamente US$ 1,6 bilhões.


Dois desses PLSVs terão uma capacidade de tensão em lançamento de 300 toneladas e serão fabricados no Brasil, seguindo regras de alto conteúdo local. As outras duas unidades, por sua vez, serão projetadas para atingir uma capacidade de tensionamento de 650 toneladas, possibilitando, assim, a instalação de dutos flexíveis de grande porte em água ultra-profundas, como é o caso das atividades em pré-sal. O grupo VARD Holdings Limited (VARD), uma das maiores empresas offshore especializadas em projeção e construção de embarcações, estará à frente desse projeto.


A Technip será responsável pelo gerenciamento das operações de lançamento de dutos flexíveis, enquanto a Norskan S.A, (subsidiária do grupo DOF), executará as operações marítimas. A entrega dessas embarcações está prevista para o ano de 2016-2017. Os contratos terão duração total de oito anos a partir da data inicial das operações, podendo ser renovados por outros oito.


“Os contratos confirmam que a colaboração mútua com a Technip, nos projetos do Skandi Niterói e Skandi Vitória, foi bem-sucedida e satisfatória, além de reforçar a nossa posição como empresa-líder no setor de afretamento marítimo para o mercado de P&G brasileiro. É, também, um resultado do nosso foco de longa data no mercado brasileiro e um reconhecimento palpável da expertise de nossos colaboradores”, afirmou Mons S Aase,  CEO da DOF Subsea.


“Esse contrato estratégico ratifica o sucesso da nossa liderança no mercado subsea brasileiro, além da longa relação com a Petrobras. Estamos plenamente confiantes que esses quatro novos PLSV’s estado-da-arte, sendo dois com as maiores capacidades de tensão de lançamento de duto existentes no mundo (650 toneladas), serão fatores-chave para que o nosso cliente possa atingir os seus projetos de forma bem-sucedida", disse Frédéric Delormel, VP e COO Subsea da Technip.


“Estou muito animado em trabalhar com a Technip e a DOF em um projeto marco como esse. A condução desse projeto pela VARD, tanto no Brasil, quanto na Europa, ilustram o valor de uma empresa com presença global, quando se trabalha com clientes internacionais, trazendo tecnologia de ponta aos mercados para os quais oferece serviços”, concluiu Roy Reite, CEO e diretor Executivo da VARD.

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar